De: SIGEP
Enviada em: domingo, 15 de janeiro de 2012 16:13
Para:
Assunto: ENC: Definição e locação da área do geossítio que deve ser preservada

 

REF. - Sítio

Prezado/a colega,

 

encaminhamos em anexo carta do Presidente da SIGEP em que, para atender ao DNPM, é solicitada a definição vetorial da poligonal que envolve a área a ser protegida referente ao sítio publicado ou proposto pelo colega e aprovado pela SIGEP (REF. acima).

Não é demais reiterar a necessidade de (1) precisão de locação em coordenadas lat/long dos vértices (precisão  de segundos ~32m ou maior) e (2) delimitação realista somente da área que deve ser preservada (nem de mais nem de menos e se necessário com justificação) face eventuais atividades de mineração ou outras que possam vir a destruir o sítio.

Caso o sítio tenha grande extensão, como são, em sua maioria, os sítios de paisagens geomorfológicas, selecionar e delimitar uma (ou mais) “área tipo”. De forma semelhante, caso o geossítio apresente afloramentos esparsos por área maior, como por exemplo alguns sítios paleontológicos, selecionar os afloramentos ou grupo de afloramentos mais importantes e definir as poligonais de cada uma dessas áreas de “subunidades” do sítio (áreas de afloramentos a serem preservados).

Encaminhar essa definição via internet para o corpo editorial da SIGEP de forma concisa e arquivos “leves” (1página em pdf ?), anexando, se possível, mapa imagem com a área definida, referindo-se ao número (se publicado) e nome do sítio e apondo o nome e e-mail para contato do(s) autor responsável pela delimitação e definição precisa da área.

 

Favor acusar o recebimento respondendo este e-mail e informando se e quando poderá atender essa importante solicitação.

Para enviar e-mail à comissão editorial, copie abaixo e cole no endereçamento de seu email/resposta:
mwinge@terra.com.br; carlos.schobbenhaus@cprm.gov.br; celiagouveia@gmail.com; acsfernandes@pq.cnpq.br; mylene.berbertborn@cprm.gov.br; wsallun@gmail.com; emanuel.queiroz@dnpm.gov.br;

Sds

 

ANEXO:

 

Prezado autor de sítio (s) aprovado (s) pela SIGEP,

No sentido de criar instrumentos para a proteção dos geossítios aprovados pela Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleontológicos-SIGEP, vimos pela presente solicitar-lhe a gentileza de nos informar as coordenadas dos vértices da poligonal que envolve o sítio de sua autoria, expressas em lat./long. (graus/minutos/segundos, em datum WGS84) e, se possível, como caminho no Google Earth (kmz ou .kml) ou shapefile (vetorial), preferencialmente este.

A presente solicitação visa atender demanda do Departamento Nacional de Produção Mineral - DNPM, contida em ofício dirigido ao presidente da SIGEP, para tratar do "procedimento afeto ao gerenciamento de conflitos advindos da existência, ou proposição, de sítios geológicos e paleontológicos em áreas oneradas com títulos minerários." Para que os procedimentos de preservação das feições geológicas notáveis aprovadas pela SIGEP sejam efetivados, é necessário que os limites geográficos dos sítios estejam na base de dados do DNPM. Até o presente, coube aos autores das propostas de geossítios informar apenas as coordenadas geográficas do centroide do objeto descrito, mas a sua delimitação ainda não está disponível.

Por oportuno, solicitamos um tratamento diferenciado àqueles geossítios que abrangem grandes extensões territoriais, para que sejam apontados os segmentos que efetivamente demandem ações de proteção. Pedimos, pois, que seja ponderada a incidência de eventuais impactos de atividades minerárias na área do sítio, de modo que o DNPM possa concentrar esforços na preservação das feições geológicas mais notáveis da área descrita, desonerando, para os fins minerários, os segmentos pouco significativos.

Certos da sua compreensão para com a importância do presente tema, envolvendo a preservação do patrimônio geológico do País, pedimos que as informações requisitadas sejam enviadas no prazo de 30 dias. Caso não lhe seja viável o atendimento, fineza informar-nos no menor prazo possível.

Colocamo-nos à disposição para esclarecimentos adicionais que se fizerem necessários.

 

Atenciosamente,

Carlos Schobbenhaus

Presidente da SIGEP


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: domingo, 29 de janeiro de 2012 12:40
Para: Manfredo Winge (manfredo@unb.br)
Assunto: ENC: ENVIO DOS DADOS com a definição e locação da área do geossítio que deve ser preservada

 

Prezado/a colega autor de capítulo da SIGEP ou proponente de sítio aprovado,

 

em complemento à solicitação abaixo e visando facilitar nosso trabalho de rapidamente disponibilizarmos a área do geossítio que voces, como autores, propõem seja preservada, peço enviarem para o corpo de editores (copiar endereços abaixo ou do site) a definição da poligonal circunscrevendo a área a ser preservada (“nem de mais nem de menos”) em uma página A4, arquivo pdf, com (a)numero e nome do sítio em cima, (b) mapa-imagem google ou outra com poligonal marcada, (c) relacionando abaixo a lista de vértices com suas coordenadas geográficas lat/long e (d) o nome do responsável (is) pela proposta da poligonal da área a ser preservada da mineração e de outras atividades antrópicas.

Não havendo restrições com relação à delimitação pelo corpo editorial ou de qualquer membro da SIGEP, essa documentação será repassada ao DNPM conforme nos foi requerido.

 

Ver exemplos:

http://sigep.cprm.gov.br/sitio001/Poligonal_area_protecao_Sitio001_Domo_Araguainha.pdf

 

http://sigep.cprm.gov.br/sitio045/Poligonal_area_protecao_Sitio045_Predebon_RS.pdf

 

Sds

Manfredo

 

Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP


From: mwinge@terra.com.br
To: manfredo@unb.br
Subject: ENC: SUGESTÃO DE PADRÃO para as Propostas de Áreas de Proteção
Date: Mon, 6 Feb 2012 19:37:11 -0200

Prezados colegas,

em resposta ao e-mail anexo, temos recebido propostas de ÁREA DE PROTEÇÃO apresentadas de várias maneiras, algumas incompletas (*) com relação ao que foi pedido o que exige um certo esforço de adequação para termos uma padronização mínima necessária para futuro encaminhamento aos órgãos competentes.
Assim, aos que ainda não apresentaram a proposta e aos que acham que ela pode ser melhorada, favor ver abaixo uma sugestão de apresentação bem simplificada e pouco poluída, mas suficiente no nosso entendimento:

 Padrão sugerido:
1- em uma única folha A4 (se possível), centralizada com bordas de aproveitamento máximo, em modo retrato, “impressa” em 1 arquivo em pdf com:
2a – titulo em cima: SIGEP xxx (numero) – nome do sítio;  
2b – subtitulo “PROPOSTA DA ÁREA DE PROTEÇÃO”;
3 – mapa-imagem local (alguma toponímia é interessante), Nv para cima ou marcado, área definida com a poligonal onde são indicados os vértices sucessivos (1,2,3..);
4 – logo abaixo do mapa: lista sequencial/tabela dos vértices da poligonal da área de proteção com suas coordenadas GEOGRÁFICAS (latitude – longitude) precisão até o segundo (e UTM’s se julgado necessário);
5 – se necessário, poucas e concisas linhas justificando a abrangência da área proposta;
6- Mais abaixo: "Área de proteção proposta por:" nome do(s) responsável (is) (pela proposta definindo a área de proteção (autor, se sítio foi publicado, ou proponente, se sítio foi aprovado mas não publicado) e DATA da proposta.

 Sds
Manfredo
Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP

(*) acessar em http://sigep.cprm.gov.br/poligonais.htm


De: marcos@geologia.ufrn.br [mailto:marcos@geologia.ufrn.br]
Enviada em: segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 23:13
Para: Manfredo Winge
Cc: Manfredo Winge
Assunto: Re: ENC: Meritocracia científica; Área de Proteção do Geossítio

Prezado Manfredo,

Estou em fase de preparação das áreas para alguns geossítios por mim cadastrados, contudo estou me deparando com algumas dúvidas, são elas:
i) No caso de geossítios que estão ou são áreas de unidades de  conservação, será necessário criar/sugerir uma poligonal ou basta usar a da própria unidades de conservação (casos do Geossítio Parque das Dunas, RN: geodiversidade em forma de falésias e dunas - Parque Estadual; e Geossítio 111 - Granito do Cabo de Santo Agostinho, PE - Parque Metropolitano Armanho Hollanda)?
ii) No caso de geossítios que estão dentro de área de mineração em atividade (Geossítio 103 - Ignimbrito do Engenho Saco, Ipojuca, PE - neste caso nossa sugestão no texto foi de separar uma pequena área, sem exploração, para ser liberada ao uso científico/didático/geoturístico)? No caso (ii) temos que ter cuidado para não criarmos atrito com a empresa mineradora.

AGuardando.
Atenciosamente,


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 10:07
Para: 'José Marcelo Arnosio (marnosio@unsa.edu.ar)'; Marcos Antonio Leite do Nascimento (marcos@geologia.ufrn.br); 'Paulo Marcos P. Vasconcelos (paulo@earth.uq.edu.au)'; 'Zorano Sérgio de Souza (zorano@geologia.ufrn.br)'
Cc: SIGEP plena

Assunto: Re: Área de Proteção do Geossítio

 

Prezado Marcos e demais colegas,

 

várias situações difíceis deverão surgir à medida em que se busque definir a melhor área de proteção como, por exemplo, nos casos de sítios de grande extensão (paisagens geomorfológicas), de sítios em áreas já protegidas, como parques, onde os critérios seletivos podem ser variados e não coincidentes com os da seleção da área do(s) geossítio(s) contido(s) nessas áreas.

Penso que o bom senso na definição da área de proteção, em extensão razoável, que represente adequadamente o geossítio, a negociação com a empresa de mineração e outros critérios intervenientes devem guiar a escolha da área a ser protegida (poligonal).

Se algum dos colegas tiver mais pontos de vista sobre o assunto, favor responder c/c para todos. Assim que tivermos mais pontos de vista encaminharei para todos os autores e proponentes de sítios aprovados dos quais tenho e-mail.

Sds

Manfredo

 

Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP


De: Annabel Perez Aguilar [mailto:anaperez99@hotmail.com]
Enviada em: quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 11:20
Para: mwinge@terra.com.br; carlos.schobbenhaus@cprm.gov.br; mylene.berbertborn@cprm.gov.br; cassio.silva@cprm.gov.br; dac@abc.org.br; celia@igeologico.sp.gov.br; 'Célia Regina de Gouveia Souza'; jwacastro@gmail.com; emanuel.queiroz@dnpm.gov.br; irma.yamamoto@dnpm.gov.br; gilberto.derze@dnpm.gov.br; sidney.gonzalez@ibge.gov.br; ricardo.marra@ibama.gov.br; jose.reino@icmbio.gov.br; cristiano.ferreira@icmbio.gov.br; jocy.cruz@icmbio.gov.br; carlos.delphim@iphan.gov.br; celma@iphan.gov.br; ricardolatge@petrobras.com.br; rlantunes@petrobras.com.br; wagnersl@petrobras.com.br; wsallun@gmail.com; cflino@uol.com.br; eloi@unb.br; acsfernandes@pq.cnpq.br; btsimoes@ibb.unesp.br; mclanger@ffclrp.usp.br; santos@ufpr.br; vcs@ufc.br; Setembrino Petri; Raphael Hypolito; SibeleEzaki; Paulo Alves de Souza; Caetano Juliani; LenaUnicamp; José Maria de Azevedo Sobrinho; Francisco Moschini; Francisco Antonio Moschini
Assunto: RE: RES: ENC: SUGESTÃO DE PADRÃO para as Propostas de Áreas de Proteção

 

Prezado Manfredo e demais colegas da SIGEP
 Sugiro que ao traçar o póligono da ÁREA DE PROTEÇÃO PROPOSTA que a mesma inclua o geossítio descrito, via de acesso e área de visitação. Estas medidas podem facilitar muito o processo de conservação e divulgação do mesmo, futuramente.
 Atenciosamente, Annabel


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 09:46
Para: 'joachim karfunkel'
Assunto: RES:geossitios - áreas de proteção

 Prezado Joachim,
obrigado pelo retorno.
O DNPM solicitou a definição das áreas de proteção dos geossítios já cadastrados pela SIGEP e considerados de grande interesse do País. As poligonais sugeridas pelos autores serão a base da recomendação da SIGEP de área de proteção do sítio já que, em princípio, quem estudou e descreveu um sítio é a pessoa mais indicada para recomendar a área de proteção do mesmo.
Além disso, a ampla divulgação pela internet à comunidade geocientífica dessas áreas de proteção permitirá o seu amplo conhecimento e eventuais críticas, se estas se fizerem necessárias.
Assim, dependemos dos autores para provocar o desdobramento das ações de definição das áreas de proteção e na medida em que estas nos chegarem às mãos, elas serão o mais breve possível disponibilizadas na WEB.
Lembramos  que o DNPM tem representação na SIGEP acompanhando todo esse processo.
Favor ver as áreas já registradas como sugeridas pelos autores em:
http://sigep.cprm.gov.br/poligonais.htm

Sds
Manfredo
c/c SIGEP e diretoria SBG


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 17:12
Para: autores diversos

Assunto: ENC: SUGESTÃO DE PADRÃO para as Propostas de Áreas de Proteção

 

Prezados colegas que propuseram poligonais,

 

favor acessar a página http://sigep.cprm.gov.br/poligonais.htm e checar se a(s) sua proposta pode ser completada ou mesmo melhorada, lembrando que deve ser definida uma poligonal com a lista dos vértices em lat/long precisão ao segundo e na sequência horário ou anti-horárioda poligonal.

 Obs também que o ítem 5, taxado como optativo no e-mail abaixo, pode vir a ser um dos mais importantes para prevenir eventuais críticas à abrangência da área de proteção sugerida.

Caso modifique a apresentação da área de proteção (ou a própria área), favor enviar c/c para todo o corpo editorial somente em arquivo pdf resolução média (arquivos mais leves).

 

Sds

Manfredo

Para enviar e-mail à comissão editorial, copie abaixo e cole no endereçamento de seu email:
mwinge@terra.com.br; carlos.schobbenhaus@cprm.gov.br; celiagouveia@gmail.com; acsfernandes@pq.cnpq.br; mylene.berbertborn@cprm.gov.br; wsallun@gmail.com; emanuel.queiroz@dnpm.gov.br;

Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 8 de março de 2012 10:52
Para: AUTORES DE CAPÍTULOS
Assunto: DEFINIÇÃO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO GEOLÓGICO

 

DEFINIÇÃO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO GEOLÓGICO

 

Prezados colegas autores e proponentes da SIGEP,

atendendo solicitação do DNPM, decorrente de recomendação do MP, de serem determinadas as poligonais de áreas-chave de proteção dos geossítios publicados pela SIGEP,  temos atualmente 16 sítios, de um total de 110 sítios publicados, com a indicação de áreas a serem protegidas nesses geossítios. Os pesquisadores e autores dos capítulos sobre esses sítios, por terem palmilhado as regiões dos sítios, certamente são pessoas indicadas para propor essas áreas de preservação ou geoconservação.

Entretanto, em alguns casos têm surgido dúvidas quanto à extensão mais adequada das áreas de proteção. Salienta-se que eventuais exageros, principalmente no caso de sítios de amplitude regional, podem vir a criar polêmicas que prejudiquem não só a proposta da área de proteção em apreço, mas até do fundamento da geoconservação na determinação das demais áreas de proteção.

Assim, cabe lembrar que, muitas vezes, os sítios podem vir a ter indicação de área (ou áreas) de proteção bem menor do que a área total do sítio. É o caso, por exemplo, do sitio 028 - Peirópolis e Serra da Galga, com afloramentos esparsos por alguns quilômetros mas concernentes às mesmas tipologia, idade e com associações fossilíferas correlacionadas; ou do sítio 001 - Domo de Araguainha, GO/MT, que, provavelmente, exigirá seleção de sub-áreas a serem realmente mantidas “intocadas” de ações antrópicas (mineração, estradas, pedreiras,..) que possam destruir registros geológicos essenciais do sítio, enquanto outras podem ser liberadas.

Importante lembrar que estamos em fase de propostas que, se necessário, por livre decisão e/ou por ouvir sugestões da comunidade, poderão ser refeitas pelos autores apesar de já disponibilizadas no site da SIGEP.

 

Sds

Manfredo

 

Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP


De: Emanuel Teixeira de Queiroz [mailto:Emanuel.Queiroz@dnpm.gov.br]
Enviada em: sexta-feira, 9 de março de 2012 17:36
Para: Manfredo Winge
Assunto: RES:DEFINIÇÃO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO GEOLÓGICO

 

Manfredo,

 

Muito bem colocadas as suas ponderações. Concordo plenamente.

O Sítio poderá ter uma área de distribuição grande (escala regional, por exemplo), e toda ela ser indicada por uma linha tracejada; porém o imprescindível é definir dentro desse geossítio qual a expressão areal mais representativa dele (geossítio) a ser preservada e protegida para sempre. Esta ou estas, deve(m) ser assinalada(s) por polígono(s) contínuo(s), devidamente georreferenciado(s). Não vejo problema de indicar mais de uma área, contanto que cada uma delas expressem as feições marcantes e típicas da caracterização singular daquele monumento que se deseja preservar e proteger.  E nesse sentido, vejo que as estruturas do tipo “Astroblemas” se encaixam perfeitamente nesse raciocínio, assim como grande unidades litoestratigráficas fossilíferas (do tipo “estruturas estromatólitas”).

 

Emanuel T. de Queiroz

Representante do DNPM na SIGEP