cristal
[Conf. mineral]

Substância sólida, natural (mineral) ou artificial, homogênea, com uma estrutura interna organizada segundo uma rede cristalina de átomos que repete, tridimensionalmente, uma unidade química básica, denominada célula unitária, com eixos e planos de simetria característicos da espécie cristalina e que, dadas condições favoráveis, reflete-se em suas formas externas poliédricas com faces típicas.

Em condições de crescimento livre ou em confronto com minerais de menor poder de cristalização, o cristal tende a apresentar formas poliédrica e faces características  que definem os seus hábitos; essas formas externas são típicas da espécie ou da variedade mineral e das condições físico-químicas em que ocorreu o desenvolvimento do cristal. Quando apresenta as formas e faces externas típicas em toda a extensão, o espécime é chamado euédrico; se não tiver nenhuma face característica (sem forma do cristal) é dito anédrico e se tiver somente algumas das faces características, é dito subédrico.
O termo grão mineral é usado em sentido lato para significar cristais, geralmente menores, sem formas poliédricas e faces externas típicas, em uma rocha ou soltos em cascalhos, sedimentos, solos..
Os cristais podem nascer e crescer por vários processos como concentração salina progressiva em meio aquoso, resfriamento lento de magma ou de uma solução salina saturada, por blastese metamórfica (reações minerais no estado sólido), entre outros processos naturais; podem, tambem, ser sintetizados biológicamente (biogênicos) e por técnicas diversas pelo homem (cristais artificiais ou sintéticos), muitas vezes com vistas à produção de gemas artificiais. Os cristais sintéticos não são considerados minerais.

[Ver exemplo: cristais de Elbaite tourmaline no site Mineral and Gemstone Kingdom's glossary]

 

[Autor: Winge,M.; Colab. Santos,M.D.]
Home page Glossário Geológico