estratificação cruzada

Estrutura de lâminas ou camadas que se cruzam e truncam em ângulos e  que foram depositadas dentro de um processo contínuo de sedimentação, sem ocorrer discordância.

Camadas depositadas horizontal e não-horizontalmente em canais de rios, de marés (ver espinha de peixe), nas frentes de deltas (em ambiente subaquático ou litorâneo), em dunas (em ambiente subaéreo),.. formam ângulos, cruzando-se (truncando) com camadas vizinhas correspondentes a mudanças de direção de fluxo de água ou de vento.
Padrões sedimentológicos (tamanhos e uniformidade de formas de grãos) e as formas de estratificações cruzada permitem determinar o tipo de ambiente geológico que deu origem às rochas onde eles ocorrem.
Assim, por exemplo, camadas e lâminas cruzadas de dunas atingem dimensões métricas a decamétricas, são em muitos pontos assintóticas à base do conjundo de camadas cruzadas, apresentam grãos foscos (impacto entre os grãos pela força do vento) de tamanho de areia média bem selecionados e arredondados; camadas cruzadas desenvolvidas em canais fluviais podem apresentar variações granulométricas acentuadas, de lamas (silte e argila) para fragmentos grosseiros conglomeráticos, grãos mais angulosos de areia, camadas mal definidas, estratificação cruzada métrica em diagonal se paralela ao fluxo do canal e formando cunhas ou "meia luas" truncadas (às vezes preenchidas por cascalho transformado em conglomerado de cut and fill= corte e preenchimento), se perpendicular; estratificação cruzada de canais de praias de maré pode ser semelhantes à fluvial, mas a granulação geralmente é bem selecionada de areia fina a média..

[Ver: (1) estratificação cruzada eólica no Navajo sandstone - Zion National Park (foto1) (foto2) e (2) estratificação cruzada de canal  no site Earth Science World Image Bank - AGI]

 

Autor: Winge,M.]
Home page Glossário Geológico