estromatólito  

Estromatólitos são estruturas biohermas decimétricas a métricas, carbonáticas, com formas geralmente colunares finamente laminadas, construídas por ação de bactérias em mares rasos e quentes.

Estromatólitos são os vestígios de vida mais antigos da Terra tendo sido encontrados em siltitos do NW da Austrália, datados com 3,5 Ga (Morrison,R. 2002). Eles se desenvolvem como um tapete de colônia de cianobactérias dependentes da energia da luz solar para se alimentar e crescer, recolhendo-se em estado dormente à noite para porções mais internas do montículo por elas criado e voltando no dia seguinte à superfície; nestes processos, secretam carbonato de cálcio que fixa e cimenta finas partículas dispersas na água o que origina as lâminas que se superpõem e fazem crescer os montículos que tendem a formar colunas verticalizadas. Em Shark Bay, Austrália, foi calculado o crescimento colunar de estromatólitos atuais como sendo de 0,5 mm por ano; assim, uma estrutura de 1m de altura corresponde a uma idade de 2.000 anos do estromatólito(Morrison,R. 2002).
São encontrados frequentemente em rochas carbonáticas como Grupo Paranoá, correspondendo a estruturas formadas por bactérias há cerca de 1 bilhão de anos e classificadas como Conophyton (Dardenne et al. 1972)

[Ver fotos Estromatólito Conophyton]
[Ver artigos sobre estromatólitos no Brasil:
Fazenda Cristal, BA - Estromatólitos mesoproterozóicos
Fazenda Arrecife, BA - Estromatólitos neoproterozóicos
Lagoa Salgada, RJ - Estromatólitos recentes;
Conophytons de Cabeludo, Grupo Vazante, MG;
Estromatólitos colunares no Sumidouro do Córrego Carrapato, Lagamar, MG  no site da SIGEP]

 

Autor: Winge,M.]
Home page Glossário Geológico