paleotoca

As paleotocas são estruturas biogênicas na forma de túneis e salões escavados por mamíferos gigantes extintos que viveram no Plioceno e Pleistoceno.

As paleotocas são estruturas de bioerosão apresentam-se como um complexo de túneis e salões interconectados, com várias entradas e saídas para a superfície. Os túneis podem atingir até 340 metros de comprimento.
As paleotocas com diâmetro entre 0,7 a 1,5m, com túneis retos ou ligeiramente sinuosos, apresentam marcas de garras de 3 dedos e marcas de carapaça (atribuídas ao atrito dos osteodermos nas paredes); são atribuídas a mamíferos xenartros dasipodídeos (tatu-gigante) e denominadas de Megaichnus minor.
As paleotocas com 2 a 4 metros de diâmetro, com salões interligados, apresentam marcas de garras com 2 dedos e superfícies polidas (atribuídas ao desgaste da rocha devido ao atrito da pelagem); são atribuídas a mamíferos xenartros milodontídeos (preguiça-gigante) e denominadas de Megaichnus major.

[Ver Paleotoca do Município de Cristal, RS - Publ. SIGEP]
[Ver mais sobre as paleotocas http://www.ufrgs.br/paleotocas/index.htm ]
[Vídeo sobre PALEOTOCAS: https://www.youtube.com/watch?v=CBaPXbtx8tY]

[Autor: Buchmann,F.S.] - Última atualização: 22/01/18 10:46
Home page Glossário Geológico