restinga

Feição geológica costeira constituída de areias quartzosas predominantemente grossas em forma de cordões de relevo paralelos à linha de praia.

Esses cordões tem origem primária marinha subaquática, refletindo os efeitos de dinâmica marinha rasa em ocasiões geológicas marcadas por transgressões marinhas (níveis do mar superiores ao atual) ao longo do Quaternário. É comum observar-se a formação de lagoas nas depressões de relevo entre as cristas arenosas elevadas.
Conceitos de restinga sempre foram nacional e internacionalmente polêmicos e algo confusos. Mas, enfim, tômbulo, istmo, línguas de areia, etc, devem ser considerados como tais, e situam-se no espaço aquático/marinho. Restinga, ainda que tenha origem aquática/marinha, é uma feição já continental, de terras emersas em caráter permanente. É esse o entendimento que vem prevalecendo hoje.

Neste sentido,veja-se algumas definições de Restinga que expressam o atual entendimento dessa feição:
RESOLUÇÃO CONAMA 303 (2002):
“depósito arenoso paralelo à linha da costa, de forma geralmente alongada, produzido por processos de sedimentação, onde se encontram diferentes comunidades que recebem influência marinha, também consideradas comunidades edáficas por dependerem mais da natureza do substrato do que do clima. A cobertura vegetal nas restingas ocorre em mosaico, e encontra-se em praias, cordões arenosos, dunas e depressões, apresentando, de acordo com o estágio sucessional, estrato herbáceo, arbustivo e arbóreo, este último mais interiorizado.”
CÓDIGO FLORESTAL (2012):
“depósito arenoso paralelo à linha da costa, de forma geralmente alongada, produzido por processos de sedimentação, onde se encontram diferentes comunidades que recebem influência marinha, com cobertura vegetal em mosaico, encontrada em praias, cordões arenosos, dunas e depressões, apresentando, de acordo com o estágio sucessional, estrato herbáceo, arbustivo e arbóreo, este último mais interiorizado(art. 2º, VIII)."
GLOSSÁRIO GEOLÓGICO (Mineropar)
"Acumulação arenosa litorânea, paralela à linha da costa, de forma geralmente alongada, produzida por sedimentos transportados pelo mar, onde se encontram associações vegetais mistas características, comumente conhecidas como vegetação de restingas."
VOCABULÁRIO BÁSICO DE RECURSOS NATURAIS E MEIO AMBIENTE (IBGE):
"Massa arenosa, disposta paralelamente à costa, e que permanece elevada acima da maré mais alta."

 
http://www.zonacosteira.bio.ufba.br:
"A restinga é uma planície arenosa costeira, de origem marinha, incluindo a praia, cordões arenosos, depressões entre-cordões, dunas e margem de lagunas, com vegetação adaptada às condições ambientais”;

 
Wikipédia:
"A restinga é um espaço geográfico formado sempre por depósitos arenosos paralelos à linha da costa, de forma geralmente alongada, produzido por processos de sedimentação, onde se encontram diferentes comunidades que recebem influência marinha, podendo ter cobertura vegetal em mosaico."

[Ver Texto complementar: DUNAS E RESTINGAS, UM IMBROGLIO AMBIENTAL CRIADO E ALIMENTADO POR EXCESSO DE AMADORISMO E ESCASSEZ DE CIÊNCIA]

[Autores Santos,A.R.] - Última atualização: 15/07/18 19:22
Home page Glossário Geológico