SIGEP - COMISSÃO BRASILEIRA DE SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEOBIOLÓGICOS
(ABC-ABEQUA-CPRM-DNPM-IBAMA-IPHAN-PETROBRÁS-SBE-SBG-SBP)
=======================

PROPOSTA DE SÍTIO GEOLÓGICO ou PALEOBIOLÓGICO DO BRASIL
A SER PRESERVADO COMO PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE

1. NOME do SÍTIO(*): Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP

 (*)nome consagrado; se não existir, proponha um nome conciso que indique o tipo de sítio e/ou o local

2. PROPONENTE
Nome completo: Sueli Yoshinaga Pereira

Endereço p/ postagem: Rua Pandiá Calógeras, 51 CXP 6152, CEP 13083-970
Instituição: Instituto de Geociências – Unicamp
Fax: 19 3521 4552
Telefone: 19 3521 4698
e-mail: sueliyos@ige.unicamp.br 

Endereço curriculum Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4785992Y6

Marque a alternativa correta abaixo:
você está propondo:
[x ] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP e candidatando-se à sua descrição;
[  ] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP sem candidatar-se à sua descrição; 
[  ] candidatar-se à descrição de sítio geológico/paleobiológico já aprovado pela SIGEP.

Data da proposta: 22/10/2007

4. CASO TENHA ESTUDADO O SÍTIO e esteja se candidatando a descrevê-lo com artigo científico, informe:
a) DATA PROVÁVEL de entrega da minuta do artigo: 21/11 /2007
b) CO-AUTORES(*):
Mara Akie Iritani (Mara.iritani@igeologico.sp.gov.br);
Geraldo Hideo Oda (ghoda@igeologico.sp.gov.br);
Luciana Martin Rodrigues Ferreira (lumartim@igeologico.sp.gov.br);
Antonio Luiz Teixeira (candeias@igeologico.sp.gov.br);
José Maria de Azevedo Sobrinho (zemaria@igeologico.sp.gov.br);
Francisco de Assis Negri (negri@igeologico.sp.gov.br), Instituto Geológico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

(*)Autor principal é o proponente; Informar co-autores previstos em ordem de importância com Nome Completo, Instituição, e-mail

5. TIPOLOGIA DO SÍTIO (marque com X os tipos e com XX o tipo mais característico do sítio):

[   ]Astroblema                 
[   ]Estratigráfico              
[   ]História da Geologia, Mineração, Paleontologia..
[   ]Marinho-submarino  
[   ]Metamórfico                
[   ]Paleoambiental           
[   ]Sedimentar                  
[   ]Outro(s):

[   ]Espeleológico  
[   ]Geomorfológico
[XX]Hidrogeológico (e-mail de 24/3/08)
[   ]Ígneo
[   ]Metalogenético
[   ]Mineralógico
[   ]Paleontológico
[X]Tectono-estrutural

Observação: [   ] Inclui vestígios arqueológicos  -  [X] Interesse Histórico/Cultural

6. LOCALIZAÇÃO
a. Município(s)/UF: ÁGUAS DE LINDÓIA - SP
2. Nome do local:
Balneário Prof. Dr. João de Aguiar Pupo
3. Coordenadas geográficas (Lat/Long) do centróide da área do sítio: 

                         
Latitude: 22o 28' 31" S/N - Longitude: 46o 37' 32" W

7. JUSTIFICATIVAS(*):
As águas hipotermais das fontes do balneário já eram conhecidas desde o século XVIII, por tropeiros e  bandeirantes que nessa região passavam. A região era denominada de “Águas Quentes” que eram provenientes de nascentes que “brotavam” da terra (http://www.aguasdelindoia.com/lindoia_historia.html, acesso em 25 de agosto de 2007 ) As fontes, classificadas como hipotermais, possuem em média temperatura das águas em torno de 27°C, e são as nascentes do Ribeirão das Águas Quentes. O município cresceu em torno das margens deste ribeirão, e tem seu desenvolvimento sócio-econômico interligado ao turismo e às industrias de águas engarrafadas, além da industria de malhas e artesanato.  As fontes possuem uma vazão excepcional para a região, com um total de vazão de 684 m3/h, ou 0,19 m3/s  que basicamente compõem a vazão do ribeirão. Os estudos hidrogeológicos sobre a região de Águas de Lindóia ainda são temas de interesse de novas pesquisas científicas, associando a elevada produtividade de águas subterrâneas na região com as formidáveis estruturas geológicas existentes. A produtividade e dinâmica da água subterrânea na região das fontes, características do sistema aqüífero fraturado associado e de sua relação com a rocha armazenadora, ainda são assuntos em discussão. 

(*)para a inclusão como PATRIMÔNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE

8. BREVE DESCRIÇÃO DO SÍTIO(*):

O município de Águas de Lindóia localiza-se na porção central da Província Mantiqueira (Almeida & Hasui, 1984), fazendo parte de um mega-anticlinal, composto por rochas mais antigas do Grupo Amparo, e por rochas do Grupo Itapira. A Zona de Cisalhamento Monte Sião corta o município em sua porção central, com direção SSW para NNE. As fontes do Balneário Municipal surgem em quartzitos e ortoquartzitos, que mostram, em função de seu comportamento rúptil, fraturamento aberto e favorável à circulação da água subterrânea. As fontes do Balneário localizam-se a oeste da Zona de Cisalhamento de Monte Sião, ocorrendo em rochas extremamente fraturadas, constituídas por quartzitos e ortoquartzitos pertencentes ao compartimento do Grupo Itapira. A delimitação da zona de contribuição destas fontes baseou-se na área de afloramento destas rochas quartzíticas e na bacia de drenagem onde se encontra o balneário, abrangendo uma extensão total de, aproximadamente, 3,25 km2, com formato alongado e limitado a leste e a oeste por rochas migmatíticas, gnáissicas e graníticas pertencentes aos grupos Amparo e Itapira. As vazões das fontes do balneário apresentam grande excepcionalidade, com vazão total média estipulada em 684,0 m3/h (Tabela 1). A maior vazão é observada na Fonte São Roque, seguido pela Glória, Filomena, Madame Curie e Beleza. As águas são de baixa mineralização, com pH neutro entre ligeiramente ácido a básico e composição bicarbonatada cálcica. As temperaturas das águas são em média acima de 25°C, com exceção da fonte Beleza. Yoshinaga (1990), em seu estudo isotópico, mostra que as águas das fontes do Balneário apresentam um pequeno tempo de trânsito desde a sua infiltração até o ponto de descarga nas fontes. Ainda segundo a mesma autora, as águas das fontes são misturas de águas mais superficiais do aqüífero e de águas mais profundas que ali emergem. A Figura 1 apresenta o balneário (a), a área de recarga das fontes (b) e a rocha fraturada de onde as águas da fonte São Roque surgem.

 

(a)

(b)

Figura 1 – (a) Fonte São Roque – surgência da água nas rochas quartziticas, e b) Vista da área de proteção das fontes e do Balneário - área de recarga (fotos: Hassuda 1997).

9. SITUAÇÃO ATUAL DE CONSERVAÇÃO E ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA PROTEÇÃO:  

As fontes estão situadas sob o Balneário, de responsabilidade da PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ÁGUAS DE LINDÓIA – SP e estão bem preservadas. O órgão responsável pelo controle e fiscalização é o Departamento Nacional de Produção Mineral - DNPM

10. BIBLIOGRAFIA REFERENTE AO SÍTIO PROPOSTO(*):

Almeida, F. F. M. de & Hasui, Y. Introdução. In: ALMEIDA, F. F. M. de & HASUI, Y. (Coords.). O Pré-Cambriano do Brasil. São Paulo, Ed. Edgard Blucher. p. 1-5. 1984.

Andrade Jr., J.F. Águas mineraes brasileiras. Min. Metl. 2(9): 163-168. 1937

Falcão, H. Perfil analítico de águas minerais. Rio de Janeiro. DNPM. 160 pp (Boletim 49, v.II). 1978.

Guimarães, J.E.P.G. Fontes da cidade de Lindóia. Revista do IGG, 4(4): 383-405. 1946.

*Hassuda, S. (Coord.). Zoneamento das Áreas de Recarga dos Aqüíferos do Balneário do Município de Águas de Lindóia. 1997. Instituto Geológico, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Relatório Técnico. 75 pp.

*Iritani, M. A. ; Hassuda, S. ; Oda, G. H. ; Ferreira, L. M. R. ; Pereira, S. Y. ; Garda, G. M. ; Maximiano, A. M. S. ; Silva, I. C. . Estâncias Hidrominerais - Identificação dos Problemas Hidrogeológicos. In: IX Congresso Brasileiro De Águas Subterrâneas, 1996. Anais do IX Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. SALVADOR, BAHIA

Longo, O.W. Águas radioativas no estado de São Paulo. Revista do IGG, 19: 27-48. 1967.

Lopes, R. S. Águas minerais do Brasil (composição, valor e indicações terapêuticas). Rio de Janeiro. Min. Agricult. 148 pp. (publ. n° 2). 1956.

Madrucci, V., Araújo, C. C & Taioli, F.. Sensoriamento Remoto, Aerogeofísica e Geoprocessamento aplicados ao Estudo de Aqüífero Fraturado em Terreno Cristalino, Leste do Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Geociências. 33 (2-Suplemento): 43-52, Junho de 2003.

Madrucci, V., Taioli, F. & Araújo, C. C.. Análise integrada de dados de sensoriamento remoto, geologia e geofísica no estudo de aqüífero fraturado, Lindóia – SP. Revista Brasileira de Geofísica (2005) 23(4): 437-451

*Pereira, S. Y. ; Kimmelmann, A. A. . Estudo Hidrogeoquímico e Isotópico das Águas Termominerais de Águas de Lindóia e Lindóia - SP Resultados Preliminares. In: V Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 1988. Anais do V Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. São Paulo,

*Pereira, S. Y. ; Silva, A. A. K. ; Matsui, E. . O Uso de Isótopos Estáveis em Estudos Hidrogeológicos de Águas Minerais e Termais (Região de Lindóia, SP). In: VI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 1990. Anais do VI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. Porto Alegre.

Silveira, E. G. & Bonotto, D. M. Comportamento hidrogeoquímico dos isótopos de urânio em Águas de Lindóia (SP), Brasil. Revista Brasileira de Geociências, 25(3): 165-172; Setembro de 1995.

Szikszay, M. & Teissedre, J-M. Análise hidrogeoquímica preliminar das águas das fontes da região de Águas de Lindóia. Revista Brás.Geoc., 8(4): 235-248. 1978.

Teixeira, A.S. Distribuição geographica das fontes hydromineraes do estado de São Paulo. Revista. Bra. Chimica, V (25): 23-24. 1938

Tozzi, M. A cidade das águas azuis. 90pp. 1987.

*Yoshinaga, S. Estudos Hidrogeológicos, Hidrogeoquímicos e Isotópicos das Águas Minerais e Termais de Águas de Lindóia e Lindóia, SP. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo. 124 pp. 1990.

(*)assinalar em destaque trabalhos dos candidatos a autor e co-autor

11. SINOPSE DO CURRICULUM VITAE DOS CANDIDATOS A AUTORES(*)

Sueli Yoshinaga Pereira – é graduada em Geologia, com Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Doutora do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas, desde 1998, com pesquisas em hidrogeologia e gestão de recursos hídricos. Trabalhou de 1987 a 1998 no Instituto Geológico, como pesquisadora científica na Seção de Hidrogeologia e na Divisão de Geologia, desenvolvendo pesquisas em águas subterrâneas e planejamento territorial.

(*)Sinopse bilíngüe (em Português e em Inglês) dos currículos dos autores com uma fotografia pequena tipo 3x4. Cada "minicurrículo" deverá ter no máximo 120 palavras e servirá para a publicação futura como apêndice do artigo se a candidatura for aprovada e o artigo aceito para publicação.

RESERVADO À SIGEP:
DATA APROVAÇÃO DA PROPOSTA:                                              -                                               MINUTA PREVISTA PARA:     

 

Enviada em: quinta-feira, 1 de novembro de 2007 16:53
Assunto: SIGEP: Novas propostas de sítios geológicos
 
Prezado colega geocientista,
 
    Veja e avalie as novas propostas de sítios geológicos candidatos a Patrimônio Natural da Humanidade:
 
Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP
Proposta de: Sueli Yoshinaga Pereira; Mara Akie Iritani; Geraldo Hideo Oda; Luciana Martin Rodrigues Ferreira;
Antonio Luiz Teixeira; José Maria de Azevedo Sobrinho; Francisco de Assis Negri
 
Estromatólitos do Grupo Itaiacoca em Itapeva e Nova Campina, SP
Proposta de: William Sallun Filho, Thomas Rich Fairchild, Fernando Flávio Marques de Almeida
 
 
    A SIGEP (*) aguarda seus comentários, críticas e sugestões adicionais às propostas formuladas.
 
    Propostas de sítios brasileiros e de sua descrição científica sistematizada, com vistas a compor base de dados de nossos MONUMENTOS GEOLÓGICOS vem sendo submetidas, através de formulário padronizado.
Tais propostas são disponibilizadas na Internet  para conhecimento e avaliação, não só por parte dos membros da  comissão SIGEP mas, tambem, da comunidade geocientífica em geral.
Comentários, a favor e contra, sugestões e críticas pertinentes, juntamente com as réplicas e tréplicas, são veiculadas tambem na mesma página da proposta.
 
    Ver outras propostas em estudo  http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/  
 
    Propostas já aprovadas, mas carecendo de autores para descrever os sítios, podem ser vistas no quadro: http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm#2  
Se você estudou algum desses sítios ou tenha outro a propor e esteja interessado em preparar artigo descrevendo-o para ser publicadoacesse a página abaixo e preencha o formulário:
   
    A SIGEP está recebendo, também, SUGESTÕES EM CARÁTER PRELIMINAR de qualquer sítio que o colega julgar deva ser preservado como monumento geológico, mesmo que no momento não tenha realizado pesquisas suficientes nesses sítio para assumir o compromisso de sua descrição com artigo científico. 
Antes de propor qualquer novo sítio, entretanto, veja se ele atende aos pré-requisitos definidos na página de acesso ao formulário e se ele já não foi elencado em:
Comissão EDITORIAL da SIGEP
======================
 
    (*) A SIGEP objetiva o cadastro de sítios geológicos e paleobiológicos a serem preservados  como PATRIMÔNIO GEOLÓGICO DO BRASIL e a sua publicação na forma de artigos científicos que incluem recomendações de preservação desses sítios.  A partir dessa base de dados, disponibilizada em livros e na Internet, em portugues e em inglês, serão selecionados sítios a serem propostos à UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.
    Cada sítio aprovado e descrito constitui um capítulo de livro "SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL". Os novos artigos aprovados deverão ser publicados no Volume III.
 
As instruções para os autores podem ser vistas em http://www.unb.br/ig/sigep/InstrucoesAutores.htm
   
    Os artigos dos sítios já publicados podem ser acessados em:
 
ou "linkados" via mapa de localização no Brasil em:
http://www.unb.br/ig/sigep/mapindex/mapindex.htm

 => favor repassar a geocientistas de sua lista de e-mails


COMENTÁRIOS, CRÍTICAS E SUGESTÕES DA SIGEP
E DA COMUNIDADE GEOCIENTÍFICA
E RÉPLICAS DO PROPONENTE


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 2 de outubro de 2007 15:41
Assunto: ENC: Proposta de Sítio: AS HISTÓRICAS FONTES DO CIRCUITO DAS ÁGUAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
Prioridade: Alta

Ref: FONTES DO BALNEÁRIO DE ÁGUAS DE LINDÓIA – FONTES SÃO ROQUE, FILOMENA E BELEZA ==========

Caros Elói e demais membros da SIGEP,
recebi a proposta anexa, referente a um sítio (fonte de águas termais), com uma extensa lista de proponentes/co-autores, erroneamente endereçada somente a mim e que está fora do nosso padrão do formulário revisado.
Antes de solicitar revisão do formulário para disponibilização na Internet, gostaria de ver se acham que o sítio tem chances de ser aprovado visto que o caso especial de sítios hidrogeológicos deva ter uma definição clara do que está em jogo como: "singularidade na representação de sua tipologia ou categoria; ou importância na caracterização de processos geológicos-chave regionais ou globais, períodos geológicos e registros expressivos na história evolutiva da Terra". O uso e aproveitamento de fontes termais e sua proteção já são disciplinados por preceitos legais sob controle do DNPM. Temos sérias dúvidas de que qualquer fonte de águas termais deva significar por si só um sítio a ser protegido no conceito da SIGEP.
É evidante a diferença entre esses sítios hidrogeológicos e o de Caldas Novas, já publicado e que apresenta um contexto tectono-estrutural especial, ausência de magmatismo explicando a fonte termal e grande beleza cênica.
Temos uma outra proposta de sítio hidrogeológico, já disponibilizada, que também é objeto de controvérsias, Coxilha das Lombas: http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Coxilha_das_Lombas_RS.htm
Talvez seja a hora de a comissão estabelecer critérios básicos a respeito desse tipo de sítio (e de outros tipos talvez) para prevenir o encaminhamento de propostas de sítios fadadas a não prosperar e só nos dar trabalho.
Aguardo os comentários e posições dos colegas a respeito
Manfredo

 


De: Carlos Schobbenhaus [mailto:schobben@df.cprm.gov.br]
Enviada em: terça-feira, 2 de outubro de 2007 12:59
Para: Manfredo Winge
Assunto: Re: Proposta de Sítio: AS HISTÓRICAS FONTES DO CIRCUITO DAS ÁGUAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Penso que frequentemente teremos dificuldades na avaliação correta desse tipo de sítio. O IUGS Geosites não contém sítios hidrogeológicos. Deve ter seu motivo.
Se é o caso de proteger a fonte de água, uma grande quantidade de sítios se enquadra aquí. Qual é a característica essencial a ser realçada? A água ou a rocha ou estrutura que a contém?
Uma somente existe em função da outro. Uma determinada rocha ou estrutura que contém uma fonte de água mineral, certamente não teria interesse sem a água.
É complicado. Há também o valor histórico-cultural envolvendo algumas fontes.
Gostaria de saber a opinião do Eloi. Se não estabelecermos critérios, sempre nos defrontaremos com a dificuldade de avaliar esse tipo de sítio.
Abr. cs


De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celia@igeologico.sp.gov.br]
Enviada em: quarta-feira, 3 de outubro de 2007 11:47
Assunto: Re: ENC: Proposta de Sítio: AS HISTÓRICAS FONTES DO CIRCUITO DAS ÁGUAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
Manfredo e demais colegas,
Acho que o Manfredo tem razão em relação a definirmos melhor esses sítios hidrogeológicos.
No caso específico do sítio em apreço, por questões de ética, prefiro não me pronunciar, visto que se tratam de colegas meus.
Celia
Representante da ABEQUA


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: quarta-feira, 24 de outubro de 2007 12:08
Para: Sueli Yoshinaga Pereira (sueliyos@ige.unicamp.br); Antonio Luiz Teixeira (candeias@igeologico.sp.gov.br); Francisco de Assis Negri (igeologico@igeologico.sp.gov.br); Geraldo Hideo Oda (ghoda@igeologico.sp.gov.br); José Maria de Azevedo Sobrinho (zemaria@igeologico.sp.gov.br); Luciana Martin Rodrigues Ferreira (lumartin@igeologico.sp.gov.br); Mara Akie Iritani (mara.iritani@igeologico.sp.gov.br)
Assunto: ENC: Proposta Fontes Águas de Lindóia, SP - perguntas
 
Prezada Sueli,
1- os estudos isotópicos dessas águas tem demonstrado qual a gênese da mesma além da mistura com água meteórica? há relação com percolação em antigas estruturas vulcânicas?
2- no seu entendimento, quais os critérios ou o que faz esta fonte merecer a candidatura a patrimônio natural em detrimento de tantas outras fontes do circuíto das águas?
Aguardamos
Saudações
Manfredo

De: Dr. Sueli [mailto:sueliyos@ige.unicamp.br]
Enviada em: quarta-feira, 24 de outubro de 2007 17:48
Para: Manfredo Winge
Assunto: Re: ENC: Proposta Fontes Águas de Lindóia, SP - perguntas

Caro Prof. Manfredo,

1. Nos meus estudos não vi nenhum resultado isotópico das águas que indicassem percolação em antigas estruturas vulcânicas. Há estudos de geotermia (Hurter, se não me engano-tenho que resgatar a informação) que  indicavam que as águas dessas fontes, principalmente a São Roque seriam misturas de águas menos profundas com outras que circulam a dois quilometros de profundidade, por isso são hipotermais. A mineralização dessas águas é decorrente do tempo de residência dessas águas em rochas hospedeiras, que circulam rapidamente ante aos inúmeros e extensos fraturamentos e falhas existentes na região. Existem estudos sobre urânio nestas águas pelo Prof. Daniel Bonoto.
2. Primeiramente, acredito que esse sítio contemple os critérios que estão descritos na home page para que seja candidato a patrimônio  natural. Eu considero o sítio proposto como uma das potenciais candidatas juntamente com muitas outras do circuito das águas. Nós enviamos a proposta de Águas de Lindóia, por termos estudado o sítio, como também os senhores recomendam. Particularmente, as fontes de Águas de Lindóia tem uma história muito interessante relativa a pesquisa científica. Na época em que a radioatividade era um assunto novíssimo (pós guerra e década 60) as águas das fontes foram utilizadas para  muitas medições, que ainda hoje são estudadas - o Prof. Dr. Daniel Bonotto, do IGC Unesp, acabou de lançar um livro sobre a geoquimica do urânio com estudos das águas das fontes de Águas de Lindóia, dentre outros. Ainda, ante as formidáveis estruturas - mega anticlinal, estudos atuais sobre aquiferos fraturados também contemplam a região de Águas de Lindóia.
..........
Espero que minhas respostas estejam a contento. E estou a disposição para mais esclarecimentos que surgirem.
Um abraço,
Sueli Y. Pereira


De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 5 de novembro de 2007 08:34
Assunto: Re: SIGEP: Novas propostas de sítios geológicos

Sobre a proposta apresentada para a Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP Considero que a descrição da forma como está apresentada não justifica ainda a inclusão dentre os eleitos para o SIGEP. Sejam que na resposta da Dra. Suely aos dois pontos levantados pelo Manfredo conhecemos um aspecto científico quer não foi explorado na descrição apresentada. Há também pequenos problemas no texto:
As vazões das fontes do balneário apresentam grande excepcionalidade, com vazão total média estipulada em 684,0 m3/h (Tabela 1. NÃO APRESENTADA - RECOMENDO A NÃO INCLUSÃO DA TABELA). A maior vazão é observada na Fonte São Roque, seguido pela Glória, Filomena, Madame Curie e Beleza. As águas são de baixa mineralização, com pH neutro entre ligeiramente ácido a básico e composição bicarbonatada cálcica. As temperaturas das águas são em média acima de 25°C, com exceção da fonte Beleza. Yoshinaga (1990), em seu estudo isotópico, mostra que as águas das fontes do Balneário apresentam um pequeno tempo de trânsito desde a sua infiltração até o ponto de descarga nas fontes. Ainda segundo a mesma autora, as águas das fontes são misturas de águas mais superficiais que infiltram no aqüífero e de águas mais profundas que ali emergem. A Figura 1 apresenta o balneário (a), a área de recarga das fontes (b) e a rocha fraturada de onde as águas da fonte São Roque surgem (AS FOTOS NÃO BATEM COM ESTA DECRIÇÃO).

Saudações
Ricardo
Representante da PETROBRAS


De: Dr. Sueli [mailto:sueliyos@ige.unicamp.br]
Enviada em: terça-feira, 6 de novembro de 2007 04:59
Assunto: Re: ENC: SIGEP: Novas propostas de sítios geológicos

Prezado Latgé,

Respondendo as suas considerações:
Quanto a tabela 1, foi esquecimento de minha parte em retirá-la. Existia essa tabela, mas foi recomendado fazer uma síntese no texto, de modo que a tabela foi cortada e no texto não (por esquecimento). Quanto ao texto final, realmente é controverso. Nos estudos de geotermia há indicações que a água passa a 2 km de profundidade, e no caso de estudos
isotópicos, as águas são de rápida circulação.
Quanto às fotos, o prof. Manfredo já tinha observado a inversão das fotos, realmente no texto existe o problema. Caso seja aprovado o sítio, o texto sofrerá complementações com revisões e atualizações pois hoje existem publicações mais recentes que podem esclarecer as controvérsias acima.
O texto apresentado não é o final, apenas uma síntese para justificar o enquadramento do sítio.
Agradeço suas considerações e estou a disposição para novos questionamentos,
Sueli


De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 18 de janeiro de 2008 13:50
Assunto: Re: Parecer e votos das Propostas

Seguem minhas avaliações sobre às propostas de sítios para os quais não havia opinado:

-...........
- Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP - fiz um comentário sobre este sítio que mereceu esclarecimento da proponente, no qual reconhece alguns problemas no texto e controversas de natureza científica. Acho que é importante incluirmos as Águas de Lindóia dentre um dos sítios do SIGEP, pelo valor histórico da fonte e por difundir ao grande público que esta área de saber é também parte integrante das geociências. Não obstante, até agora apenas dois integrantes do SIGEP se pronunciaram sobre a proposta, nâo chegaram a firmar posição, em que pese ter sido apresentada no início de novembro do ano passado. Por isto sugiro que a proposta seja retirada reapresentada com os ajustes que os proponentes julgam oportuno e considerando as sugestões oferecidas

- ...............
Saudações
Ricardo
Representante da Petrobras na SIGEP


De: wsallun@igeologico.sp.gov.br [mailto:wsallun@igeologico.sp.gov.br]
Enviada em: segunda-feira, 17 de março de 2008 20:20
Assunto: Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP
Caros colegas
Pelo que vi na proposta existe uma controvérsia quanto a propostas deste tipo, especialmente na definição do real valor destas fontes. Acredito que há importância no sítio, inclusive histórica e turística, o além de geológica, em menor grau, e de possibilidade de difusão das geociências, me conduz a ser FAVORÁVEL. Só me parece que seria uma sítio muito mais hidrogeológico que tectônico. Agora se houver uma definição de novos critérios para sítios como este, eu precisaria rever meu parecer, pois existem inúmeros sítios com condições parecidas com este que mereceriam proeservação.
Att,
William Sallun Filho
IG/SMA
Representante da SBE na SIGEP



De: Dr. Sueli [mailto:sueliyos@ige.unicamp.br]
Enviada em: segunda-feira, 24 de março de 2008 09:10
Assunto: Re: ENC: Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP
Caros Prof. Manfredo e Pq Willian,
Esclareço que o sítio proposto é hidrogeológico; as fontes surgem em fraturamentos da rocha que pertencem a uma megaestrutura em Águas de Lindóia. A proposta é de preservação das fontes, que possuem uma importância histórica-cultural, e hidrogeológica, como muitas fontes brasileiras.
Um abraço a todos, e a disposição de mais esclarecimentos,
Sueli Yoshinaga Pereira


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sábado, 3 de maio de 2008 15:48
Assunto: ENC: ENC: Fonte Águas de Lindóia, SP / Exigência
 
Prezada Sueli e co-autores,
 
o ponto positivo da proposta Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP, conforme relatado por voces, é a importância histórico/cultural da fonte cujo uso já ocorria desde o Século XVIII. Entretanto, ainda não estou convencido que a fonte de Àguas de Lindóia corresponda a sítio geológico a ser catalogado pela SIGEP. Por isto, vou solicitar algumas informações adicionais às já apresentadas:
- vocês citam uma mega-anticlinal como a estrutura geológica associada à fonte. Para uma avaliação mais correta da proposta gostaria, como representante da SBGeo, de ter mais informações sobre o sistema de infiltração, migração e aquecimento das águas desde a captação até a fonte com dados geomorfológico-geológico-estruturais associados ao processo (se possível na forma de croquis ou perfil geológico simplificado) para demonstrar que o sítio:
  • singularidade do sítio na representação de sua tipologia ou categoria;
  • importância na caracterização de processos geológicos-chave regionais ou globais, períodos geológicos e registros expressivos na história evolutiva da Terra;

    Aproveito para reiterar a solicitação, feita desde a disponibilização da proposta na Internet, de CV's sinópticos dos coproponentes com as fotos.
    Saudações
    Manfredo
    c/co SIGEP
     
    Manfredo Winge
    Representante da SBGeo na SIGEP

    De: João Wagner Alencar Castro Castro [mailto:jwacastro@gmail.com]
    Enviada em: segunda-feira, 30 de junho de 2008 10:22
    Assunto:
    Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP - VOTO
     
    Em nome da ABEQUA (membro suplente) sou favoravel a proposta "Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP" desde que os autores apresentem uma mapa geológico de detalhe da área localizando os pontos (fontes hipotermais) a serem tombados.
     
    Atenciosamente,
     João Wagner Alencar Castro - Museu Nacional e Departamento de Geologia / UFRJ

    De: Dr. Sueli [mailto:sueliyos@ige.unicamp.br]
    Enviada em: segunda-feira, 30 de junho de 2008 16:11
    Para: Manfredo Winge
    Cc: Antonio Luiz Teixeira; Francisco de AssisNegri; Geraldo Hideo Oda; José Maria de Azevedo Sobrinho; Luciana Martin Rodrigues Ferreira; MaraAkie Iritani; João Wagner de Alencar Castro; Célia Regina de Gouveia Souza
    Assunto: Re: Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP - VOTO
    Prezados Senhores,
    Agradeço sua atenção e comunico recebimento do email sobre o mapa geológico. Tb gostaria de agradecer a todos que estão apresentando questionamentos, porque realmente é uma questão para ser avaliada e discutida. As fontes em geral sempre tiveram um valor histórico e cultural, e desde os primórdios da humanidade foi fundamental para a sobrevivência de povos, mas que a associação raramente é feita a água subterrânea e a hidrogeologia, que é geologia. Estou refazendo o formulário, de acordo com as exigências e em breve enviarei novo texto.
    Um abraço,
    Sueli


    De: Manfredo Winge <mwinge@terra.com.br>
    Assunto: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO
    Para: SIGEP
    Cc: "'Antonio Luiz Teixeira'" <candeias@igeologico.sp.gov.br>, "'Francisco de Assis Negri'" <igeologico@igeologico.sp.gov.br>, "'Geraldo Hideo Oda'" <ghoda@igeologico.sp.gov.br>, "'José Maria de Azevedo Sobrinho'" <zemaria@igeologico.sp.gov.br>, "'Luciana Martin Rodrigues Ferreira'" <lumartin@igeologico.sp.gov.br>, "'Mara Akie Iritani'" <mara.iritani@igeologico.sp.gov.br>, "'Sueli Yoshinaga Pereira'" <sueliyos@ige.unicamp.br>, "'Francisco William da Cruz Jr.'" <cbill@usp.br>, "'Joaquim das Virgens Neto'" <dasvirgens@yahoo.com.br>, "'Kleberson de Oliveira Porpino'" <kporpino@yahoo.com.br>, "'Reinaldo Antônio Petta'" <Petta@geologia.ufrn.br>, "'Thomas Ferreira da Costa Campos'" <tcampos@geologia.ufrn.br>, "'Vanildo Pereira da Fonseca'" <vanildo@geologia.ufrn.br>
    Data: Sexta-feira, 19 de Março de 2010, 10:01

    Prezado colega da SIGEP,

     

    temos duas propostas em estudo há muito tempo e que foram aprovadas por alguns colegas, mas que apresentam,  também, restrições e/ou pedidos de informações adicionais feitos por outros colegas conforme pode ser visto em seus  históricos:

    A solução para essas pendências deveria passar pelo atendimento adequado às exigências, mas os autores ainda não se manifestaram sobre essas solicitações apesar dos e-mails enviados. Assim, este e-mail segue com cópia aos proponentes reiterando as solicitações de atendimento às exigências.

    Caso não haja atendimento, em prazo razoável de um mês, sugiro que: 1- o sítio “Cavernas da Serra dos Martins,RN” seja aprovado mas disponibilizado para outros proponentes reapresentarem proposta com compromisso de descrição do sítio e 2- que a proposta “Fontes termais Águas de Lindóia, SP” seja reanalisada por nós para ser descartada (cancelada) ou para passar para a categoria de sugestão preliminar.

     

    Favor tecer suas considerações e apresentar suas sugestões em resposta a este e-mail c/c para todos.

     

    Saudações

    Manfredo

     

    Manfredo Winge
    Representante da SBG na SIGEP


    De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
    Enviada em: sexta-feira, 19 de março de 2010 10:23
    Para: Manfredo Winge
    Cc: 'Marcello Guimarães Simões' <btsimoes@ibb.unesp.br>,"'Antonio Luiz Teixeira'" <candeias@igeologico.sp.gov.br>,"'Francisco William da Cruz Jr.'" <cbill@usp.br>,'Célia Regina de Gouveia Souza' <celia@igeologico.sp.gov.br>,'Célia Regina de Gouveia Souza' <celiagouveia@gmail.com>,"'Clayton Ferreira Lino'" <cflino@uol.com.br>,"Carlos Fernando de Moura Delphim" <cfmd@oi.com.br>,"'Diogenes de Almeida Campos'" <dac@abc.org.br>,"'Joaquim das Virgens Neto'" <dasvirgens@yahoo.com.br>,"'Diogenes de Almeida Campos'" <diogenes.campos@dnpm.gov.br>,'José Eloi Guimarães Campos' <eloi@unb.br>,"'Emanuel Teixeira de Queiroz'" <emanuel@dnpm.gov.br>,"'Antonio Carlos Sequeira Fernandes'" <fernande@acd.ufrj.br>,"'Geraldo Hideo Oda'" <ghoda@igeologico.sp.gov.br>,"'Gilberto Ruy Derze'" <gilberto.derze@dnpm.gov.br>,"'Francisco de Assis Negri'" <igeologico@igeologico.sp.gov.br>,"'Isolda dos Anjos Honnen'" <isoldah@iphan.gov.br>,'João Wagner de Alencar Castro' <jwacastro@gmail.com>,"'Kleberson de Oliveira Porpino'" <kporpino@yahoo.com.br>,"'Luciana Martin Rodrigues Ferreira'" <lumartin@igeologico.sp.gov.br>,"'Mara Akie Iritani'" <mara.iritani@igeologico.sp.gov.br>,"'Max Cardoso Langer'" <mclanger@ffclrp.usp.br>,'Mylène Luíza Cunha Berbert-Born' <mylene@df.cprm.gov.br>,'Reinaldo Antônio Petta' <Petta@geologia.ufrn.br>,"'Rodrigo Miloni Santucci'" <rodrigo.santucci@dnpm.gov.br>,Rogério Loureiro Antunes <rogeantu@petrobras.com.br>,"'Carlos Schobbenhaus'" <schobben@df.cprm.gov.br>,"'Sidney Ribeiro Gonzalez'" <sidney.gonzalez@ibge.gov.br>,"'Sueli Yoshinaga Pereira'" <sueliyos@ige.unicamp.br>,"'Thomas Ferreira da Costa Campos'" <tcampos@geologia.ufrn.br>,"'Vanildo Pereira da Fonseca'" <vanildo@geologia.ufrn.br>,"'Wagner Souza Lima'" <wagnersl@petrobras.com.br>,"'William Sallun Filho'" <wsallun@gmail.com>,'José Maria de Azevedo Sobrinho' <zemaria@igeologico.sp.gov.br>
    Assunto: Re: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO

     Manfredo
    Acho melhor cancelar ambos, caso não haja manifestação dos proponentes no prazo que estabeleceu, criando assim procedimento a ser seguido doravante. Como qualquer sítio geológico pode ser objeto de interesse científico e ulterior apresentação por outro pesquisador, não acho de bom alvitre ficarmos com sítios em carteira.
    Saudações
    Ricardo


    De: Profa. Dra. Sueli [mailto:sueliyos@ige.unicamp.br]
    Enviada em: sexta-feira, 19 de março de 2010 10:42
    Para: Manfredo Winge
    Cc: 'Antonio Carlos Sequeira Fernandes'; Carlos Fernandode Moura Delphim; 'Carlos Schobbenhaus'; 'Célia Regina de Gouveia Souza'; 'Célia Regina de Gouveia Souza'; 'ClaytonFerreira Lino'; 'Diogenes de Almeida Campos'; 'Diogenes de Almeida Campos'; 'Emanuel Teixeira de Queiroz'; 'Gilberto Ruy Derze'; 'Isolda dos Anjos Honnen'; 'João Wagner de Alencar Castro'; 'José Eloi Guimarães Campos'; 'Marcello Guimarães Simões'; 'MaxCardoso Langer'; 'Mylène Luíza Cunha Berbert-Born'; 'Ricardo Latgé Milward de Azevedo'; 'Rodrigo Miloni Santucci'; Rogério Loureiro Antunes; 'Sidney Ribeiro Gonzalez'; 'Wagner SouzaLima'; 'William Sallun Filho'; 'Antonio Luiz Teixeira'; 'Francisco de Assis Negri'; 'Geraldo Hideo Oda'; 'José Maria de Azevedo Sobrinho'; 'Luciana Martin Rodrigues Ferreira'; 'Mara Akie Iritani'; 'Francisco William da Cruz Jr.'; 'Joaquim das Virgens Neto'; 'Kleberson de Oliveira Porpino'; 'Reinaldo Antônio Petta'; 'Thomas Ferreira da Costa Campos'; 'VanildoPereira da Fonseca'
    Assunto: Re: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO
    Prezado Manfredo e colegas,
    Bom dia. Não conheço muito bem os procedimentos da SIGEP, pois esperava que a manifestação a favor ou contra seriam de todos os membros da Comissão, por isso não me manisfestei até agora; julgava que estava na situação preliminar. Também fiquei na dúvida se este sítio fora ou não aprovado para desenvolver o artigo, ou teria que preencher o formulário novamente para responder aos questionamentos realizados ou se esses seriam respondidos no artigo. Existem questionamentos, pertinentes, porém ainda não respondidos pelos estudos geocientíficos feitos até agora.Gostaria de manifestar interesse pela continuidade do processo, uma vez que provocou muita reflexão sobre a importância de patrimônios hidrogeológicos, como também sobre o tema tão discutível porém de grande importância no mundo (cultural, econômica, social e geológica) que são as fontes de água mineral.
    Atenciosamente,
    Sueli Yoshinaga Pereira


    De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
    Enviada em: sexta-feira, 19 de março de 2010 15:50
    Para: 'Profa. Dra. Sueli'
    Cc: 'Antonio Luiz Teixeira (candeias@igeologico.sp.gov.br)'; 'Francisco de Assis Negri (igeologico@igeologico.sp.gov.br)'; 'Geraldo Hideo Oda (ghoda@igeologico.sp.gov.br)'; 'José Maria de Azevedo Sobrinho (zemaria@igeologico.sp.gov.br)'; 'Luciana Martin Rodrigues Ferreira (lumartin@igeologico.sp.gov.br)'; 'Mara Akie Iritani (mara.iritani@igeologico.sp.gov.br)'
    Assunto: RES: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO
    Prezada Profa. Sueli e demais proponentes,
    Boa tarde. As linhas gerais de encaminhamento das propostas    da SIGEP pode ser vista em:
    http://www.unb.br/ig/sigep/NormasPropostasPublicacaoSitios.htm.
    A proposta de vocês é anterior à decisão da SIGEP de que deve se dar a designação de "Abstenção" para o voto de membros da SIGEP que após 60 dias da ampla divulgação  da proposta não apresentaram seu voto (& 8 do ítem 4 das normas); assim, neste caso, a existência de votos em branco pode ser substituída por ou definida como de "abstenção".
    Em função da dificuldade em se definir a importância como sítios geológicos a serem preservados desta e de outras propostas de sítios hidrológicos e hidrogeológicos, foi determinado pela comissão que sítios hidrológicos/hídricos e hidrogeológicos deverão ter sua importância  avaliada fundamentalmente pelos  aspectos geológicos especiais que estejam inerente e genéticamente associados ao processo hidráulico; esta determinação está explicitada na identificação da tipologia em questão no formulário da SIGEP:
    ([ ]Hidrogeológico (somente casos especiais e com outra tipologia significativa associada).
    Isto posto, destaco, do histórico da proposta, as seguintes exigências não atendidas:

    -------------
    De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
    Enviada em: sábado, 3 de maio de 2008 15:48
    Assunto: ENC: ENC: Fonte Águas de Lindóia, SP / Exigência
    Prezada Sueli e co-autores,
    o ponto positivo da proposta Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP, conforme relatado por voces, é a importância histórico/cultural da fonte cujo uso já ocorria desde o Século XVIII. Entretanto, ainda não estou convencido que a fonte de Aguas de Lindóia corresponda a sítio geológico a ser catalogado pela SIGEP. Por isto, vou solicitar algumas informações adicionais às já apresentadas:
    - vocês citam uma mega-anticlinal como a estrutura geológica associada à fonte. Para uma avaliação mais correta da proposta gostaria, como representante da SBGeo, de ter mais informações sobre o sistema de infiltração, migração e aquecimento das águas desde a captação até a fonte com dados geomorfológico-geológico-estruturais associados ao processo (se possível na forma de croquis ou perfil geológico simplificado) para demonstrar que o sítio:
    singularidade do sítio na representação de sua tipologia ou categoria;
    importância na caracterização de processos geológicos-chave regionais ou globais, períodos geológicos e registros expressivos na história evolutiva da Terra;
    Aproveito para reiterar a solicitação, feita desde a disponibilização da proposta na Internet, de CV's sinópticos dos coproponentes com as fotos.
    Saudações
    Manfredo
    c/co SIGEP
    ---------------
    De: João Wagner Alencar Castro Castro [
    mailto:jwacastro@gmail.com]
    Enviada em: segunda-feira, 30 de junho de 2008 10:22
    Assunto: Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP - VOTO
    Em nome da ABEQUA (membro suplente) sou favoravel a proposta "Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP" desde que os autores apresentem uma mapa geológico de detalhe da área localizando os pontos (fontes hipotermais) a serem tombados.
    Atenciosamente,
     João Wagner Alencar Castro - Museu Nacional e Departamento de Geologia / UFRJ
    ----------------

    Cordiais saudações
    Manfredo
    Manfredo Winge
    Representante da SBG na SIGEP


    De: fernande [mailto:fernande@acd.ufrj.br]
    Enviada em: sábado, 20 de março de 2010 05:59
    Para: Manfredo Winge; Carlos Fernando de Moura Delphim; 'Carlos Schobbenhaus'; ' Célia Regina de Go uveiaSouza'; ' Célia Regina de Go uveiaSouza'; 'Clayton Ferreira Lino'; 'Diogenes de Almeida Campos'; 'Diogenes de Almeida Campos'; 'Emanuel Teixeira de Queiroz'; 'Gilberto Ruy Derze'; 'Isolda dos Anjos Honnen'; ' João Wagner de Ale ncar Castro'; ' José Eloi Guimarãe s Campos'; ' Marcello Guimarães Simões '; 'Max Cardoso Langer'; ' Mylène Luíza Cunha Berbert-Born'; ' Ricardo Latgé Milw ard deAzevedo'; 'Rodrigo Miloni Santucci'
    Assunto:
    Prezado Manfredo,
    parece que os proponentes perderam o interesse em levar adiante a descrição dos dois sítios. É interessante notar que, no caso do primeiro, em junho de 2008 o proponente do sítio do sistema de cavernas solicitava com urgência a aprovação da proposta e, depois de longas discussões, a partir de 2008 não se teve mais notícias. Sugiro que estes sítios sejam logo disponibilizados para apresentação de novas propostas e, caso não apareçam dentro de um prazo razoável, sejam imediatamente canceladas.
    Abraços,
    Antonio Carlos S. Fernandes (Representante da SBP na SIGEP)


    De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celiagouveia@gmail.com]
    Enviada em: domingo, 21 de março de 2010 14:36
    Para: SIGEP
    Assunto: Re: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO

     Manfredo e demais colegas,

     Tendo em vista que os autores já se pronunciaram pela continuidade de seus processos, sugiro estabelecer uma data para a entrega dos capítulos com as exigências devidanente atendidas.

    Acho que as pendências de sítios que ficaram "perdiadas no tempo", entre nosas diferentes "fases de normas auto-reguladoras", não devem ser prejudicadas. Poderíamos incluir mais uma norma em relação a essas pendências (não sei se temos mais), tipo serem revistas à luz das novas regras...?

     Celia

    ABEQUA 


    De: Sueli Yoshinaga Pereira [mailto:sueliyoshinaga@gmail.com]
    Enviada em: quarta-feira, 6 de outubro de 2010 18:27
    Para: Manfredo Winge
    Cc: Antonio Carlos Sequeira Fernandes; Carlos Fernando de Moura Delphim; CarlosSchobbenhaus; Cassio Roberto da Silva; Célia Regina de Gouveia Souza; Célia Regina de Gouveia Souza; Clayton Ferreira Lino; Diogenes de Almeida Campos; Diogenes de Almeida Campos; Emanuel Teixeira de Queiroz; Gilberto Ruy Derze; Isolda dos Anjos Honnen; João Wagner de Alencar Castro; José Eloi Guimarães Campos; Marcello Guimarães Simões; Max Cardoso Langer; Mylène Luíza Cunha Berbert-Born; Ricardo Latgé Milward de Azevedo; Rogério Loureiro Antunes; Sidney Ribeiro Gonzalez; Wagner Souza Lima; William Sallun Filho; Antonio Luiz Teixeira; Francisco de Assis Negri; Geraldo Hideo Oda; José Maria de Azevedo Sobrinho; Luciana Martin Rodrigues Ferreira; Mara Akie Iritani; Sueli Yoshinaga Pereira
    Assunto: Re: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO

     Prezados,

     Agradeço muito a colaboração e disposição de vocês, mas realmente não pude ainda concluir o trabalho. Por isso, para não atrapalhar ainda mais os procedimentos da Sigep solicito a retirada da proposta. Gostaria de saber se há a possibilidade de reapresentá-la em outro momento, porém com toda a formatação exigida (completa).

     Atenciosamente,

    Sueli Yoshinaga Pereira


    De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
    Enviada em: quinta-feira, 7 de outubro de 2010 18:50
    Para: 'Sueli Yoshinaga Pereira'; 'Antonio Luiz Teixeira (candeias@igeologico.sp.gov.br)'; 'Francisco de Assis Negri (igeologico@igeologico.sp.gov.br)'; 'Geraldo Hideo Oda (ghoda@igeologico.sp.gov.br)'; 'José Maria de Azevedo Sobrinho (zemaria@igeologico.sp.gov.br)'; 'Luciana Martin Rodrigues Ferreira (lumartin@igeologico.sp.gov.br)'; 'Mara Akie Iritani (mara.iritani@igeologico.sp.gov.br)'; 'Sueli Yoshinaga Pereira (sueliyos@ige.unicamp.br)'
    Assunto: RES: PROPOSTAS EM ESTUDO PENDENTES HÁ MUITO TEMPO

     Prezada Sueli e demais proponentes,

    obrigado pela pronta resposta. Providenciaremos a retirada da proposta que ficará registrada em “Sugestões Preliminares

    Será um prazer receber a proposta quando reformatada atendendo às solicitações e exigências de membros da SIGEP.

    Ficamos no aguardo

    Sds

    Manfredo

     Manfredo Winge
    Representante da SBG na SIGEP


    AVALIAÇÃO FINAL DE PROPOSTA
    DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO - PALEOBIOLÓGICO

    Nome do Sítio:  Fontes Hipotermais de Águas de Lindóia, SP
    Proponentes:   Sueli Yoshinaga Pereira; Mara Akie Iritani; Geraldo Hideo Oda; Luciana Martin Rodrigues Ferreira; Antonio Luiz Teixeira; José Maria de Azevedo Sobrinho; Francisco de Assis Negri

    Considerando os pareceres, comentários e réplicas constantes na página da proposta, as instituições membros da SIGEP, assim se pronunciam, através de seus representantes, quanto à proposta em epígrafe

    INSTITUIÇÃO PARECER
    Favorável
    Não favorável 
    Abstenção
    Restrições/Exigências
    Não se pronunciou[
    Em banco]
    Academia Brasileira de Ciências – ABC  
    Associação Brasileira de Estudos do Quaternário – ABEQUA Favoravel/Exigencia
    Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM  
    Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE  
    Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis– IBAMA  
    Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN  
    Petróleo Brasileiro SA - PETROBRÁS Restrições/Exigências
    Serviço Geológico do Brasil – CPRM

    Restrições

    Sociedade Brasileira de Espeleologia – SBE

    Favorável

    Sociedade Brasileira de Geologia – SBG

    Exigência

    Sociedade Brasileira de Paleontologia – SBP