Furna Marinha de Sombrio,SC

SÍTIO DISPONÍVEL PARA CANDIDATURA À DESCRIÇÃO USANDO FORMULÁRIO
e observando que o sítio a ser descrito deve ser o mesmo sítio já aprovado quanto a área abrangida, tipologia... Se houver diferenças significativas, deve ser proposto novo sítio

SIGEP - COMISSÃO BRASILEIRA DE SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEOBIOLÓGICOS
(ABC-ABEQUA-CPRM-DNPM-IBAMA-IPHAN-PETROBRÁS-SBE-SBG-SBP)
=======================

PROPOSTA DE SÍTIO GEOLÓGICO ou PALEOBIOLÓGICO DO BRASIL
A SER PRESERVADO COMO PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE

1. NOME do SÍTIO(*): Furna Marinha de Sombrio,SC
 
(*)nome consagrado; se não existir, proponha um nome conciso que indique o tipo de sítio e/ou o local

2. PROPONENTE
Nome completo:  Manfredo Winge
Endereço p/ postagem: Rua Santa Vitória, 40/apto 704 – Porto Alegre/RS – CEP 91.920-350
Instituição: IG/UnB (Prof. aposentado)
Fax:
Telefone: (51) 3268 7077
e-mail:
  mwinge@terra.com.br
Endereço curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/7105079565645196

Marque a alternativa correta abaixo:
você está propondo:
[  ] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP e candidatando-se à sua descrição;
[X] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP sem candidatar-se à sua descrição; 
[  ] candidatar-se à descrição de sítio geológico/paleobiológico já aprovado pela SIGEP.

Data da proposta: 04/08/2007       

3. CASO ESTEJA SOMENTE PROPONDO SÍTIO e não esteja se candidatando à descrição para elaborar artigo científico, preencha o formulário no que puder com os dados que tem disponíveis e informe:
a) Como teve conhecimento do sítio? (pessoalmente, artigo científico, televisão, jornal, Internet, outro.):
  pessoalmente

b) Caso conheça geocientista(s) que tenha(m) estudado (tese, pesquisas,..) o sítio e, por conseguinte, possa(m) descrevê-lo com artigo científico, informe(*):

(*) Nome completo, instituição, e-mail de pesquisador(es) de seu conhecimento que tenha estudado o sítio

4. CASO TENHA ESTUDADO O SÍTIO e esteja se candidatando a descrevê-lo com artigo científico, informe:
a) DATA PROVÁVEL de entrega da 1a minuta     /      /   
b) CO-AUTORES(*): 

(*)Autor principal é o proponente; Informar co-autores previstos em ordem de importância com Nome Completo, Instituição, e-mail

5. TIPOLOGIA DO SÍTIO (marque com X os tipos e com XX o tipo mais característico do sítio):

[   ]Astroblema                 
[   ]Estratigráfico              
[   ]História da Geologia, Mineração, Paleontologia..
[   ]Marinho-submarino  
[   ]Metamórfico                
[XX]Paleoambiental           
[   ]Sedimentar                  
[   ]Outro(s):

[   ]Espeleológico  
[X]Geomorfológico
[   ]Hidrogeológico
[   ]Ígneo
[   ]Metalogenético
[   ]Mineralógico
[   ]Paleontológico
[   ]Tectono-estrutural

Observação: [   ] Inclui vestígios arqueológicos  -  [   ] Interesse Histórico/Cultural

6. LOCALIZAÇÃO
a. Município(s)/UF:  Sombrio/SC
2. Nome do local: Furnas de Sombrio na BR 101
3. Coordenadas geográficas (Lat/Long) do centróide da área do sítio: 

          
Latitude: 29o 07' 23" S - Longitude: 49o 39' 10" W  (substitua gg ,mm, ss e N ou S)

7. JUSTIFICATIVAS(*):
Essa furna de origem marinha está localizada cerca de 10 km do litoral e a ~ 7 m de altitude, representando a posição do litoral provavelmente no Holoceno mais antigo, durante estágio eustático positivo (optimum climatico ?).

Ela vem sendo depredada com riscos

(*)para a inclusão como PATRIMÔNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE

8. BREVE DESCRIÇÃO DO SÍTIO(*):

 "Furna marinha, às margens da rodovia federal BR101, é um verdadeiro monumento geológico que está sofrendo degradação:  o interior da gruta é coalhado de velas, altares e figuras religiosas, apresentando riscos e pichações (também fora da gruta), com um posto de gasolina tapando a sua entrada.

Dista hoje cerca de 10 km da linha de costa e está a ~ 7m de altitude. Foi formada talvez há 5 ou 6 mil anos atrás(?), durante o chamado optimum climático do Holoceno, quando o nível geral do mar estaria cerca de 5m mais alto do que nos dias atuais. Outras cavernas de mesma geração ocorrem nas quebras de relevo da Serra do Mar com a Planície Costeira, estendendo-se desde as margens da lagoa de Itapeva, RS até esta, por mais de 30 km na região.
    Esta furna, desenvolvida no arenito eólico Botucatu junto ao contato com rochas de derrames basálticos da Formação Serra Geral que lhe são sobrepostas, é semelhante às cavernas em desenvolvimento atualmente na região de Torres/RS, 30 km a sul. Resultaram do embate de ondas e de repuxos marinhos associados com poder erosivo acentuado por movimentar blocos e fragmentos diversos de rochas.  Observar na foto superior a estratificação de paleoduna indicando barlavento a nor-noroeste.” 

texto copiado do Glossário Geológico, ver figuras em:

 http://www.unb.br/ig/glossario/fig/Furna_Sombrio_DSC00242.htm

Existem outras furnas semelhantes na quebrada de relevo da serra com a planície costeira, como à que ocorre junto à lagoa de Itapeva, RS, também às margens da rodovia BR101 em duplicação.

 

Ver depredações do sítio abaixo (fotos de janeiro de 2006):

 

(*) anexar ao e-mail até 2 fotos significativas do sítio proposto e,  se disponíveis, capítulo de tese ou de artigo do proponente sobre o sítio

9. SITUAÇÃO ATUAL DE CONSERVAÇÃO E ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA PROTEÇÃO:
Município de Sombrio??

 

10. BIBLIOGRAFIA REFERENTE AO SÍTIO PROPOSTO(*):

(*)assinalar em destaque trabalhos dos candidatos a autor e co-autor

11. SINOPSE DO CURRICULUM VITAE DOS CANDIDATOS A AUTORES(*):

(*)Sinopse bilíngüe (em Português e em Inglês) dos currículos dos autores com uma fotografia pequena tipo 3x4. Cada "minicurrículo" deverá ter no máximo 120 palavras e servirá para a publicação futura como apêndice do artigo se a candidatura for aprovada e o artigo aceito para publicação.


COMENTÁRIOS, CRÍTICAS E SUGESTÕES DA SIGEP
E DA COMUNIDADE GEOCIENTÍFICA
E RÉPLICAS DO PROPONENTE


De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 20 de agosto de 2007 16:47
Assunto: Re: ENC: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"

Esta gruta é muito bonita e encontra-se subaproveitada do ponto de vista de divulgação dos processos naturais. Percebi alguns problemas no texto:
- incongruências entre os dados registrados na Justificativas e Breve Descrição do Sítio
- texto truncado e com falta de informações
Sugestões:
- eliminar a parte tachada da Descrição
- incluir texto não tão agressivo sobre a degradação do monumento, em especial respeitando as manifestações que, antes de nós, elegem grutas para referendar suas crenças ;
- enriquecer a descrição explorando:
- as didáticas estruturas sedimentares de grande porte do sistema eólico, que se destacam externa e internamente no local,
- o aspecto geomorfológico do Quaternário e o cenário paleogeográfico da Bacia do Paraná, com os derrames, intercalados com campos de dunas (mesmo que não pretenda descrever o sítio, vale a pena agregar mais informações que explore a riqueza geológica do afloramento)
- comentar sobre outras localidades que têm exposições com gênese similares (na própria BR-101, como não testemunho da pequena praia no Parque de Torres, por exemplo);
- estimular algum pesquisador interessado que atue na região a preparar uma placa explicativa dos processos geológicos que se destacam no afloramento e atuar junto;
- ao proprietário do posto a atuar na preservação e divulgação da gruta, enquanto um atrativo ao seu comércio;
- ao poder público a envolver-se com a preservação. Saudações Ricardo


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 23 de agosto de 2007 08:45
Assunto: SIGEP: Novas propostas de Sítios Geológicos do Brasil
 
Prezado colega geocientista,
 
    propostas de sítios geológicos e de sua descrição científica sistematizada, com vistas a compor base de dados dos MONUMENTOS GEOLÓGICOS DO BRASIL, vêm sendo submetidas, através de formulário padronizado (http://www.unb.br/ig/sigep/formulario.htm), por geocientistas que defenderam tese ou pesquisaram as áreas dos sítios.
    Tais propostas são disponibilizadas na Internet  para conhecimento e avaliação, não só por parte dos membros da  comissão SIGEP (*) mas, tambem, da comunidade geocientífica em geral. Comentários, a favor e contra, sugestões e críticas pertinentes, juntamente com as réplicas e tréplicas, são veiculadas tambem na mesma página da proposta na Internet.
    Recentemente a SIGEP, com vistas a acelerar a elaboração do cadastro de sítios geológicos brasileiros a serem preservados, adotou nova sistemática na qual o geocientista proponente pode se candidatar a descrever o sítio ou não, neste caso simplesmente propondo o sítio sem se candidatar à descrição do mesmo.
 
 
    Veja e avalie as novas propostas de sítios geológicos encaminhadas à SIGEP, bem como outras mais antigas em análise, em http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/:
 
  •  
       A SIGEP aguarda seus comentários, a favor e contra, bem como sugestões adicionais a essas duas novas  propostas que foram formuladas sem candidatura à descrição. Assim, se aprovadas, elas passarão a fazer parte da listagem das propostas aprovadas de sítios, mas carecendo de autores para descrevê-los (ver quadro: http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm#2). Se você estudou algum desses sítios e esteja interessado em preparar artigo descrevendo-o, preencha o formulário indicado atrás conforme as instruções indicadas no site do  próprio formulário.
        
     
    Comissão EDITORIAL da SIGEP
    ======================

    De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celia@igeologico.sp.gov.br]
    Enviada em: segunda-feira, 27 de agosto de 2007 19:32
    Assunto: Re: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"
    Manfredo e demais colegas,
    Acho a idéia muito interessante a idéia.
    Até me fez pensar em uma possibilidade que temos aqui em São Paulo, uma gruta em granitóides na Serra do Mar. Vou pensar no assunto.
    Abraços,
    Celia


    De: Isolda Honnen [mailto:isoldah@iphan.gov.br]
    Enviada em: terça-feira, 28 de agosto de 2007 16:16
    Para: Manfredo Winge; ricardolatge@petrobras.com.br
    Cc: Wagner Souza Lima; Angelo Spoladore; Antonio Carlos Sequeira Fernandes; Antônio Ivo de Menezes Medina; Carlos Fernando de Moura Delphim; Carlos Schobbenhaus; Célia Regina de Gouveia Souza; Clayton Ferreira Lino; Diogenes de Almeida Campos; Emanuel Teixeira de Queiroz; Gilberto Ruy Derze; José Eloi Guimarães Campos; Marcello Guimarães Simões; Max Cardoso Langer; Mylène Luíza Cunha Berbert-Born; Ricardo José Calembo Marra; Rodrigo Miloni Santucci; Rogério Loureiro Antunes; 'Diogenes de Almeida Campos'; 'Célia Regina de Gouveia Souza'
    Assunto: Re: ENC: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"
    Prezado Professor Manfredo,

    Gostaria de manifestar minha concordância com o representante da Petrobrás quanto à necessidade de nos referirmos às manifestações religiosas que ocorrem na furna ou gruta de Sombrio de forma mais cuidadosa. Vejo pelas fotos que as pichações não têm relação com o culto e quanto às velas creio que a sua colocação possa vir a ser definida em uma área restrita, por exemplo.

    Sabemos que muitas grutas naturais, ao longo da história, têm sido apropriadas pelas populações para a manifestação de louvor ao sagrado, às vezes com a realização de rituais ligados a algum culto. Um dos trabalhos realizados pelo Iphan é o de registro de bens culturais de natureza imaterial conforme definido no Decreto 3.551 de 2000 que institui, entre outros, o “Livro de Registro das Celebrações, onde serão inscritos rituais e festas que marcam a vivência coletiva do trabalho, da religiosidade, do entretenimento e de outras práticas da vida social.”

    Será interessante que a descrição desse sítio geológico venha a incluir algum dado sobre a ligação da gruta com o processo histórico de ocupação dessa região e o início de algum culto em seu interior. Verifiquei que são cinco grutas ou furnas: não seria melhor descrever o “conjunto de furnas” de Sombrio?
    Um abraço,
    Isolda Honnen
    Arquiteta do DEPAM/IPHAN


    De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
    Enviada em: terça-feira, 28 de agosto de 2007 17:47
    Assunto: RES: ENC: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"
    Prezada Isolda,
    obrigado pelas observações. Na realidade fiz uma "Proposta de Sítio Sem Compromisso de Descrição", pois não estudei a geologia da área e não poderia, sem esse estudo, elaborar um artigo científico a respeito dessa furna e dos demais sítios de cavernas semelhantes que ocorrem na região. Assim, se a proposta for aceita pelos colegas, ela passará a constar na lista de "aprovadas aguardando candidatos à descrição"; ao candidato aprovado é que caberá abordar, além da geologia, aspectos da história vinculda a religiosidade e às peregrinações (??) à caverna.
    Creio que temos no seu e-mail uma excelente sugestão que pode servir para sítios semelhantes (Bom Jesus da Lapa, por exemplo, hoje com caverna completamente descaracterizada): sugerir aos padres, pastores, etc.. da hierarquia religiosa local que, em comum acordo com o órgão municipal, estadual ou federal que esteja incumbido de bem preservar o patrimônio natural, que definam uma área para a feitura de altares, colocação de velas e outros objetos de oferendas e sacrifícios de modo a melhor preservar o sítio natural.
    Quem sabe, pelo fato de que esse assunto tem um fundo cultural - religioso, não caberia uma portaria (?) do IPHAN recomendando que, em tais casos, deveria se designar uma área para as adorações e demais atos de fé?
    Com relação aos termos na descrição do sítio, eu já tinha acatado a ótima ponderação do colega Latgé e retirei a observação de que esse sítio natural estava sendo depredado por "incúria" (de governo/administração) e "ignorância" (do povo pichador e riscador). Realmente, poderiam ser mal entendidos esses termos e confundidos com posições anti-religiosas.
    Cordial abraço
    Manfredo


    De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
    Enviada em: quarta-feira, 10 de outubro de 2007 08:14
    Assunto: Re: ENC: Análise de propostas pendentes

    Seguem nossas avaliações:

    Furna marinha de Sombrio,SC : FAVORÁVEL, com justificativa já encaminhada.
    .......................


    Saudações
    Ricardo
    Representante da PETROBRAS


    De: Carlos Schobbenhaus [mailto:schobben@df.cprm.gov.br]
    Enviada em: terça-feira, 23 de outubro de 2007 11:02
    Assunto: Re:  - QUORUM PARA APROVAÇÕES DE PROPOSTAS

    Seguem meus votos:

    ..........

    Carlos Schobbenhaus
    Representante da CPRM na SIGEP

    De: antonio2673 [mailto:antonio2673@terra.com.br]
    Enviada em: domingo, 28 de outubro de 2007 06:43
    Assunto: Re:ENC: DUNAS DO ALBARDÃO, RS - Parecer e questões

    ...........
     Quanto às propostas que ainda não tinham sido analisadas por mim e cujos pareceres não foram enviados, seguem as seguintes informações:
    Sou favorável as propostas "Estrias glaciais de Witmarsum, PR", "Dunas do Albardão, Santa Vitória do Palmar, RS", "Mina de Passagem, Mariana, MG" e "Furna marinha de Sombrio, SC".
    Não sou favorável à "Coxilha das Lombas, RS". Curiosamente, apesar de ser proposta como também um sítio paleontológico, não observei qualquer informação a esse respeito.
    Abraços,
    Antonio Carlos
    Representante da SBP


    De: Emanuel Teixeira de Queiroz [mailto:emanuel.queiroz@dnpm.gov.br]
    Enviada em: quarta-feira, 7 de novembro de 2007 17:26
    Assunto: RES: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"
     

    Manifesto posição favorável à indicação da Proposta de Sítio:  “Furna Marinha de Sombrio, SC” para inclusão na SIGEP, considerando sua relevância em termos de dois aspectos fundamentais:

    1. Singular em beleza cênica, e talvez raro em tamanho, na bacia mesozóica do Paraná, de um bom exemplo do trabalho erosivo do mar na costa sul brasileira, provavelmente, durante o Holoceno;
    2. Bela exposição das relações de contato entre os derrames basálticos da Formação Serra Geral com os arenitos Triássicos do Botucatu, de fácil acesso aos pesquisadores, para o desenvolvimento de estudos científicos com vistas a ampliação do conhecimento da bacia na área da estratigrafia e da sua evolução paleoambiental.

     

    Emanuel
    Representante do DNPM

     P.S.  Acrescento, também aqui, a  avaliação do colega Rodrigo Miloni Santucci

     

    Favorável. Também acho que deve ser verificada a possibilidade de se designar um local específico dentro da gruta para os atos de adoração e fé (Rodrigo Miloni Santucci)


    De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
    Enviada em: quinta-feira, 8 de novembro de 2007 09:44
    Assunto: RES: Proposta de Sítio"Furna marinha de Sombrio,SC"

    Colegas da SIGEP,
    com este voto do DNPM, a proposta tem 5(cinco) votos favoráveis e nenhum contra justificado ou não, o que dá maioria de votos a favor, e o sítio passa a ser aprovado e disponibilizado para a candidatura (seguindo as regras e usando o formulário da SIGEP) de quem o estudou adequadamente
     
    Manfredo Winge
    Representante da SBG na SIGEP:

    AVALIAÇÃO FINAL DE PROPOSTA
    DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO - PALEOBIOLÓGICO

    Nome do Sítio:  Furna marinha de Sombrio,SC
    Proponente:   Manfredo Winge (sem compromisso de descrição)

    Considerando os pareceres, comentários e réplicas constantes na página da proposta, as instituições membros da SIGEP, assim se pronunciam, através de seus representantes, quanto à proposta em epígrafe

    INSTITUIÇÃO REPRESENTANTE(S)

    PARECER
    Favorável
    Não favorável 
    Abstenção
    Não se pronunciou

    Academia Brasileira de Ciências – ABC Diógenes de Almeida Campos  
    Associação Brasileira de Estudos do Quaternário – ABEQUA Célia Regina de Gouveia Souza

    Favorável

    Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM Emanuel Teixeira de Queiroz
    Gilberto Ruy Derze
    Rodrigo Miloni Santucci
    Favorável
    Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis– IBAMA Ricardo José Calembo Marra  
    Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN Carlos Fernando de Moura Delphin Isolda dos Anjos Honnen  
    Petróleo Brasileiro SA - PETROBRÁS Ricardo Latgé Milward de Azevedo
    Rogério Loureiro Antunes
    Wagner Souza Lima
    Favorável
    Serviço Geológico do Brasil – CPRM Carlos Schobbenhaus
    Antônio Ivo de Menezes Medina
    Mylène Luíza Cunha Berbert-Born

    Favorável

    Sociedade Brasileira de Espeleologia – SBE Angelo Spoladore
    Clayton Ferreira Lino

     

    Sociedade Brasileira de Geologia – SBG Manfredo Winge
    José Elói Guimarães Campos

     

    Sociedade Brasileira de Paleontologia – SBP Antônio Carlos S. Fernandes
    Marcello Guimarães Simões
    Max Cardoso Langer

    Favorável