SIGEP - COMISSÃO BRASILEIRA DE SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEOBIOLÓGICOS
(ABC-ABEQUA-CPRM-DNPM-IBAMA-IPHAN-PETROBRÁS-SBE-SBG-SBP)
=======================

PROPOSTA DE SÍTIO GEOLÓGICO ou PALEOBIOLÓGICO DO BRASIL
A SER PRESERVADO COMO PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE

1. NOME do SÍTIO(*): Mina de Passagem, Mariana, MG: Primeira Companhia Mineradora do Brasil
 
(*)nome consagrado; se não existir, proponha um nome conciso que indique o tipo de sítio e/ou o local

2. PROPONENTE
Nome completo: Úrsula Ruchkys de Azevedo
Endereço p/ postagem: Rua Marambaia 540-502
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Fax:
Telefone: 3269-3200
e-mail: tularuchkys@yahoo.com.br
Endereço curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/0031049365155055

Marque a alternativa correta abaixo:
você está propondo:
[x] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP e candidatando-se à sua descrição;
[  ] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP sem candidatar-se à sua descrição; 
[  ] candidatar-se à descrição de sítio geológico/paleobiológico já aprovado pela SIGEP.

Data da proposta:  02 / 10 /  2007   

3. CASO ESTEJA SOMENTE PROPONDO SÍTIO e não esteja se candidatando à descrição para elaborar artigo científico, preencha o formulário no que puder com os dados que tem disponíveis e informe:
a) Como teve conhecimento do sítio? (pessoalmente, artigo científico, televisão, jornal, Internet, outro.):
b) Caso conheça geocientista(s) que tenha(m) estudado (tese, pesquisas,..) o sítio e, por conseguinte, possa(m) descrevê-lo com artigo científico, informe(*):
(*) Nome completo, instituição, e-mail de pesquisador(es) de seu conhecimento que tenha estudado o sítio

4. CASO TENHA ESTUDADO O SÍTIO e esteja se candidatando a descrevê-lo com artigo científico, informe:
a) DATA PROVÁVEL de entrega da minuta do artigo:  15 /12/07 - revisada p/ 10/7/08 (e-mail de 19/5/08)
b) CO-AUTORES(*)

Friedrich Ewald Renger – Universidade Federal de Minas Gerais – frenger@terra.com.br
Maria Márcia Magela Machado
mmarciamm@ufmg.br
Carlos Maurício Noce
noce@ufmg.br

(*)Autor principal é o proponente; Informar co-autores previstos em ordem de importância com Nome Completo, Instituição, e-mail

5. TIPOLOGIA DO SÍTIO (marque com X os tipos e com XX o tipo mais característico do sítio):

[   ]Astroblema                 
[   ]Estratigráfico              
[XX]História da Geologia, Mineração, Paleontologia..
[   ]Marinho-submarino  
[   ]Metamórfico                
[   ]Paleoambiental           
[   ]Sedimentar                  
[   ]Outro(s):

[   ]Espeleológico  
[   ]Geomorfológico
[   ]Hidrogeológico
[   ]Ígneo
[X]Metalogenético
[   ]Mineralógico
[   ]Paleontológico
[   ]Tectono-estrutural

Observação: [   ] Inclui vestígios arqueológicos  -  [   ] Interesse Histórico/Cultural

6. LOCALIZAÇÃO
a. Município(s)/UF: Mariana , MG
2. Nome do local: Vila de Passagem de Mariana
3. Coordenadas geográficas (Lat/Long) do centróide da área do sítio: 
          
Latitude: 20o 15' 49" - Longitude: 43o 26' 20" W  (substitua gg ,mm, ss e N ou S)

7. JUSTIFICATIVAS(*):

                Data do final do século XVII a descoberta do ouro na região de Vila Rica e Mariana pela bandeira comandada por Manoel Garcia Velho de Taubaté, que, percorrendo os cursos d’água da bacia do Rio Doce, atingiu o Ribeirão do Carmo, no qual localizou ouro aluvionar em abundância. Eschwege, no primeiro volume do Pluto Brasilienses, avalia que, no tempo das descobertas, a extração do ouro no Ribeirão do Carmo era quase impossível devido às baixas temperaturas da água que corria continuamente entre matas virgens; estas não permitiam a penetração do sol.
            Durante alguns anos, depois das primeiras descobertas, as prospecções por bateia foram avaliando o ouro ao longo do Ribeirão do Carmo até que, segundo Cunha & Suszczynski (1978), em 1719, descobriram as jazidas primárias de Passagem. Entretanto, somente a partir de 1729 a jazida de Passagem começou a ser lavrada.

Entre 1729 a 1756, vários mineiros obtiveram concessões para explorar a propriedade mineral de Passagem que inclui quatro lavras: Fundão, Mineralógica, Paredão e Mata-Cavalo. Segundo Ferrand (1894) e Calógeras (1938), a lavra mais importante de Passagem — a Mineralógica — foi adquirida em 1784 por José Botelho Borges. Após sua morte, em 1819, seus herdeiros leiloaram a mina, com diversos acessórios e vinte escravos que foram entregues a Eschwege que criou a primeira companhia mineradora do País, com o nome de Sociedade Mineralógica da Passagem, e instalou um engenho com nove pilões e moinhos para pedras — até então desconhecidos. Até esta época, a exploração do ouro utilizava técnicas e ferramentas arcaicas na lavagem e beneficiamento do minério. As primeiras lavras mais sofisticadas apareceram com a chegada de Eschwege — que foi o primeiro a adotar, no Brasil, exploração com utilização de maquinários mais modernos que permitiam uma certa regularidade na produção das lavras.

8. BREVE DESCRIÇÃO DO SÍTIO(*):

 

As primeiras descrições geológicas sobre as jazidas e ocorrências de ouro na região da Mina de Passagem se devem a Eschwege, cujas observações foram feitas no período de 1811 a 1821 e publicadas no primeiro volume do Pluto Brasilienses de 1833. Eschwege identificou três tipos principais de rochas matrizes do ouro cuja seqüência geológica foi assim definida por ele, da base para o topo: xisto argiloso; itacolumito ou quartzito-itacolomi; e o xisto hematítico. São subordinadas a estas três formações principais as camadas auríferas de talco e de quartzo. Sobre o minério de Passagem, Eschwege relata que se compõe “de quartzo e carvoeira, com muita arsenopirita, alguma pirita, hematita e turmalina”.

Os corpos de minério de Passagem estão inseridos no Supergrupo Minas, na zona de contato entre a Formação Cauê, no topo, e o Grupo Caraça (Formação Moeda e Batatal) ou Grupo Nova Lima (Supergrupo Rio das Velhas). A Mina de Passagem encontra-se estruturada no Anticlinal de Mariana, localizando-se no flanco sul desta estrutura. Segundo Duarte (1991), na região compreendida ente as cidades de Ouro Preto e Mariana, houve grande desenvolvimento de falhamentos de empurrão, especialmente na base do pacote de itabiritos da formação Cauê, o que fez com que vários litotipos do Grupo Nova Lima fossem colocados entre os quartzitos da Formação Moeda e os itabiritos. A existência destas falhas suscita dúvidas no que se refere à correlação regional das rochas encaixantes de vários corpos de minério de Passagem, sendo sua posição estratigráfica ainda um ponto de discussão.

Ladeira (1988) caracteriza o minério como aparentemente incomum, constituindo-se de um turmalinito, chamado pelos mineiros historicamente de carvoeira (nome já utilizado por Eschwege), contendo arsenopirita (principal mineral hospedeiro do ouro), quartzo leitoso e dolomito, que, intimamente associados, constituem a rocha portadora das mineralizações. Vial (1988) identifica também um segundo tipo de minério associado a anfibólio-xisto-pirrotitíco.

 


Entrada da mina de Passagem. Ruchkys (2007) 


Na saída da visita o ouro é mostrado na bateia

 

 

http://www.scubapoint.com.br/scubapoint/portugues/turismo/nacional/MinaPassagem/MinaPassagem.jpg

 

9. SITUAÇÃO ATUAL DE CONSERVAÇÃO E ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA PROTEÇÃO:

          A Mina de Passagem é um bom exemplo de iniciativa de valorização e utilização de minas antigas para geoturismo, o que já é bastante difundido na Europa. Para ter acesso às galerias subterrâneas, os visitantes descem por um trolley e recebem informações a respeito da história da mina e dos métodos antigos de exploração do ouro. Há alguns anos a mina também passou a ser utilizada para mergulho nas galerias e túneis inundados pelas águas do lençol freático

10. BIBLIOGRAFIA REFERENTE AO SÍTIO PROPOSTO(*):

Cunha, C. J. & Suszczynski, C.A. 1978. Cia. Minas da Passagem. Mariana, CMP, 3v. 

Duarte, B.P. 1991. Contribuição ao estudo da geologia do corpo de minério fundão do depósito aurífero de Passagem, Mariana, MG. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 175p. 

Fleischer, R. & Routhier, P. 1973. The consanguinous origin of a tourmaline bearing gold deposit: Passagem de Mariana, Brazil, Econ. Geol. 68: 11-22.

Eschwege, W.L. v. 1822. Geognostisches gemälde von brasilien und wahrscheinliches muttergestein der diamanten, Weimar, 44p.  

Eschwege, W.L. v. 1825. Notícias, e reflexões estatísticas a respeito da província de Minas Gerais. (Lisboa, 1825). Extracted from Memórias da Academia de Sciencias de Lisboa, IX, pt. 1.

Eschwege, W. L. von 1832. Beiträge zur Gebirgskunde Brasiliens. Reimer, Berlin, 488p.

Eschwege, W.L. v. 1833. Pluto brasiliensis. G. Reimer, Berlim, 622p. Tradução de Domício de Figueiredo Murta, Itatiaia/Ed. USP, 2 vol., Belo Horizonte/São Paulo, 1976.  

Ladeira, E.A. 1988. Metalogenia dos depósitos de ouro do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais Brasil. In: Schobbenhaus, C. & Coelho, C.E.S. (eds.) Principais depósitos minerais do Brasil. DNPM/CVRD, Brasília, v.3, p. 301-375. 

Ruchkys, U.A.; Noce, C.M.; C. Schobbenhaus; B.P. Magalhães-Gomes. 2006. Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: um potencial candidato a Geoparque. In: SBG, 43 Congr. Bras. Geol. (Aracaju), Anais, Simp. 17, p. 91.

Ruchkys, U.A. 2007. Patrimônio geológico e geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: potencial para a criação de um geoparque da UNESCO. Tese de Doutorado em Geologia, Universidade Federal de Minas Gerais.

(*)assinalar em destaque trabalhos dos candidatos a autor e co-autor

11. SINOPSE DO CURRICULUM VITAE DOS CANDIDATOS A AUTORES(*):

 

Úrsula Ruchkys
Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997), mestrado em Tratamento da Informação Espacial pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2001) e doutorado em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007). Atualmente é professora adjunta III da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atuando principalmente nos seguintes temas: interpretação e educação ambiental, conservação do patrimônio geológico, ensino de ciências, geoturismo.

Friedrich Ewald Renger
Possui graduação em Geologia pela Freie Universität Berlin (1966) e doutorado em Geologia - Universitat Heidelberg (1969). Atualmente é Professor Associado do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Geologia Regional (Serra do Espinhaço, Quadrilátero Ferrífero), História da geologia e mineração de ouro e diamante; Patrimônio Geológico e Geoconservação. Membro do Conselho Editorial da revista Geonomos, da Coleção Mineiriana da Fundação João Pinheiro (CECH) e da Revista Brasileira de Cartografia (0560-4613). Atua na Pos-graduação em Geologia e no Curso de Graduação em Turismo (Geoturismo e Geoconservação).

Maria Marcia Magela Machado:
Graduada em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais PUC-MG (1985) especialista em Percepção Ambiental pela UFMG (1992), especialista em Geoprocessamento pela UFMG (1999), mestre em Geografia pela UFMG (1997), doutoranda em Geologia pela UFMG desenvolvendo pesquisa em evolução do conhecimento geológico do Quadrilátero Ferrífero e cartografia geológica. É professora assistente do Departamento de Cartografia do Instituto de Geociências da UFMG desde 1990.

Carlos Mauricio Noce:
Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1980), mestrado em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987) e doutorado em Geociências (Geoquímica e Geotectônica) pela Universidade de São Paulo (1995). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geocronologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Quadrilátero Ferrífero, Geocronologia U-Pb, Orógeno Araçuaí, mapeamento geológico e Craton do São Francisco.

(*)Sinopse bilíngüe (em Português e em Inglês) dos currículos dos autores com uma fotografia pequena tipo 3x4. Cada "minicurrículo" deverá ter no máximo 120 palavras e servirá para a publicação futura como apêndice do artigo se a candidatura for aprovada e o artigo aceito para publicação.

RESERVADO À SIGEP:

DATA APROVAÇÃO DA PROPOSTA:   3  /  11  / 2007    -   MINUTA PREVISTA PARA:   31/ 3/ 2010     

Enviada em: terça-feira, 9 de outubro de 2007 09:52
Para:
Assunto: Nova Proposta da SIGEP: Mina de Passagem, Mariana, MG
 
Prezado colega geocientista,
 
    Veja e avalie a nova proposta de sítio geológico (História da Mineração e Metalogenético)   como candidato a Patrimônio Natural da Humanidade:
 
Mina de Passagem, Mariana, MG:
Primeira Companhia Mineradora do Brasil
 
    A SIGEP (*) aguarda seus comentários, críticas e sugestões adicionais à proposta formulada.
 
    Propostas de sítios brasileiros e de sua descrição científica sistematizada, com vistas a compor base de dados de nossos MONUMENTOS GEOLÓGICOS vem sendo submetidas, através de formulário padronizado.
Tais propostas são disponibilizadas na Internet  para conhecimento e avaliação, não só por parte dos membros da  comissão SIGEP mas, tambem, da comunidade geocientífica em geral.
Comentários, a favor e contra, sugestões e críticas pertinentes, juntamente com as réplicas e tréplicas, são veiculadas tambem na mesma página da proposta.
 
    Ver outras propostas em estudo  http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/  
 
    Propostas já aprovadas, mas carecendo de autores para descrever os sítios, podem ser vistas no quadro: http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm#2  
Se você estudou algum desses sítios ou tenha outro a propor e esteja interessado em preparar artigo descrevendo-o para ser publicado, preencha o formulário:
   
    A SIGEP está recebendo, também, SUGESTÕES EM CARÁTER PRELIMINAR de qualquer sítio que o colega julgar deva ser preservado como monumento geológico, mesmo que no momento não tenha realizado pesquisas suficientes nesses sítio para assumir o compromisso de sua descrição com artigo científico. 
Antes de propor qualquer novo sítio, entretanto, veja se ele atende aos pré-requisitos definidos na página de acesso ao formulário e se ele já não foi elencado em:
Comissão EDITORIAL da SIGEP
======================
 
    (*) A SIGEP objetiva o cadastro de sítios geológicos e paleobiológicos a serem preservados como MONUMENTOS NATURAIS DO BRASIL e a sua publicação na forma de artigos científicos que incluem recomendações de preservação desses sítios.  A partir dessa base de dados, disponibilizada em livros e na Internet, em portugues e em inglês, serão selecionados sítios a serem propostos à UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.
    Cada sítio aprovado e descrito constitui um capítulo de livro "SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL". Os novos artigos aprovados deverão ser publicados no Volume III (o Volume II já foi encaminhado para a impressão).
As instruções para os autores podem ser vistas em http://www.unb.br/ig/sigep/InstrucoesAutores.htm
   
    Os artigos dos sítios já publicados podem ser acessados em:
 
ou "linkados" via mapa de localização no Brasil em:
http://www.unb.br/ig/sigep/mapindex/mapindex.htm

 => favor repassar a geocientistas de sua lista de e-mails


COMENTÁRIOS, CRÍTICAS E SUGESTÕES DA SIGEP
E DA COMUNIDADE GEOCIENTÍFICA
E RÉPLICAS DO PROPONENTE

 


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 9 de outubro de 2007 14:56
Assunto: RES: Proposta: Mina de Passagem, Mariana, MG
 
Caros colegas da SIGEP,
 
tendo participado da banca de doutorado da colega Úrsula (*), tive oportunidade de avaliar a importância do sítio proposto, pelo seu significado histórico, como sendo a primeira mina bem organizada e mecanizada no Brasil.
Assim, além das especiais características geológico/metalogenéticas do sítio, temos como de primeira importância o fato de seu significado histórico na mineração e na geologia do País, merecendo ser conservada e com uso didático e de pesquisa com visitação organizada (geo-turismo).
 
Isto considerado, informo que o voto da SBG é a favor da aprovação da proposta e dos autores que já nos brindaram com os artigos da SIGEP Pico de Itabira, MG e Serra da Piedade, Quadrilátero Ferrífero, MG.
 
Manfredo
c/c proponentes
 
Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP:
Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos do Brasil
 
(*)"Patrimônio Geológico e Geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: Potencial para a Criação de um Geoparque da UNESCO",

De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: terça-feira, 9 de outubro de 2007 15:07
Assunto: Re: RES: Proposta: Mina de Passagem, Mariana, MG

Acompanho a posição favorável à aprovação da proposta
Ricardo


De: Maria Glicia [mailto:mgc@rj.cprm.gov.br]
Enviada em: terça-feira, 9 de outubro de 2007 16:08
Assunto: Re: Nova Proposta da SIGEP: Mina de Passagem, Mariana, MG
 
FANTASTICO!
É dever de um povo documentar sua historia, com competência!
Parabens,
Maria-Glícia

De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celia@igeologico.sp.gov.br]
Enviada em: quarta-feira, 10 de outubro de 2007 12:06
Assunto: Re: ENC: Análise de propostas pendentes

Prezados Colegas,
Seguem as avaliações (ABEQUA) dos sítios que não havia me pronunciado ainda:

...........................

Mina de Passagem, Mariana, MG: FAVORÁVEL. IMPORTANTE PELA HISTÓRIA DA GEOLOGIA NO PAÍS.
 

Celia


De: Carlos Schobbenhaus [mailto:schobben@df.cprm.gov.br]
Enviada em: terça-feira, 23 de outubro de 2007 11:02
Assunto: Re:  - QUORUM PARA APROVAÇÕES DE PROPOSTAS

Seguem meus votos:
Carlos Schobbenhaus
Representante da CPRM na SIGEP

De: antonio2673 [mailto:antonio2673@terra.com.br]
Enviada em: domingo, 28 de outubro de 2007 06:43
Assunto: Re:ENC: DUNAS DO ALBARDÃO, RS - Parecer e questões

...........
 Quanto às propostas que ainda não tinham sido analisadas por mim e cujos pareceres não foram enviados, seguem as seguintes informações:
Sou favorável as propostas "Estrias glaciais de Witmarsum, PR", "Dunas do Albardão, Santa Vitória do Palmar, RS", "Mina de Passagem, Mariana, MG" e "Furna marinha de Sombrio, SC".
Não sou favorável à "Coxilha das Lombas, RS". Curiosamente, apesar de ser proposta como também um sítio paleontológico, não observei qualquer informação a esse respeito.
Abraços,
Antonio Carlos
Representante da SBP


De: Emanuel Teixeira de Queiroz [mailto:emanuel.queiroz@dnpm.gov.br]
Enviada em: quinta-feira, 8 de novembro de 2007 13:51
Assunto: RES: Análise de propostas pendentes
 

MINA DE PASSAGEM, MARIANA, MG . Aprovo a proposta de sítio por considerá-la um marco referencial muito significativo na evolução do conhecimento geológico do Quadrilátero Ferrífero, bem como na história da mineração do Distrito Aurífero Ouro Preto – Mariana.

 

Emanuel
Representante do DNPM

 

P.S – Acrescento, também, a avaliação do colega Rodrigo Santucci

 Favorável. A mina realmente tem uma grande importância para a história da geologia e parece haver uma infra-estrutura voltada para a preservação e geoturismo bem desenvolvida (Rodrigo Miloni Santucci).


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sábado, 3 de novembro de 2007 15:24
Para: Úrsula Ruchkys de Azevedo (tularuchkys@yahoo.com.br); Carlos Maurício Noce (noce@dedalus.lcc.ufmg.br); Friedrich Ewald Renger (frenger@terra.com.br); Maria Márcia Magela Machado (mmarciamm@ufmg.br)
Assunto: Proposta : Mina de Passagem, Mariana, MG - APROVADA
 
Prezados proponentes,
 
seguindo as normas da SIGEP, comunico com satisfação que a proposta de sítio e de compromisso de descrição foram aprovados conforme pode ser visto na página:
http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Mina_de_Passagem_MG.htm
 
Sugerimos verificar e anotar os comentários e as sugestões dos membros da SIGEP e da comunidade geocientífica disponibilizadas na própria página da proposta.
 
Desta forma, o sítio  Mina de Passagem, Mariana, MG, passa a ser relacionado na lista de propostas aprovadas pela SIGEP (http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm).
Isto considerado, aguardamos a elaboração da minuta em Word e o encaminhamento na data aprazada por vocês; o artigo, assim que aprovado, registrará em definitivo o sítio no cadastro da SIGEP, juntamente com o elenco de propostas de preservação como patrimônio geológico, através de sua publicação na Internet (bilingüe) e no volume III de SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL.

Solicitamos leitura atenta das instruções para os autores visto que elas sofreram algumas adições e pequenas modificações recentes (ex. gr. especificações quanto à qualidade e resolução de figuras com vistas à futura impressão gráfica, inclusão de breve capítulo sobre SINOPSE SOBRE A ORIGEM, EVOLUÇÃO GEOLÓGICA E IMPORTÂNCIA DO SÍTIO, desdobramento do tópico sobre a Proteção do Sítio, encaminhamento de minicurrículo do autor com foto,..); acessar em: http://www.unb.br/ig/sigep/InstrucoesAutores.htm.

Qualquer dúvida a respeito favor nos contactar.

Saudações geológicas
Manfredo
p/corpo editorial 
c/c SIGEP

Manfredo Winge

Representante da SBG na SIGEP


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 29 de setembro de 2009 08:19
Para: 'Carlos Maurício Noce (noce@dedalus.lcc.ufmg.br)'; 'Friedrich Ewald Renger (frenger@terra.com.br)'; 'Maria Márcia Magela Machado (mmarciamm@ufmg.br)'; 'Úrsula Ruchkys de Azevedo (tularuchkys@yahoo.com.br)'
Assunto: INVENTÁRIO SÍTIOS GEOLÓGICOS DO BRASIL e chamada para os capítulos do Volume III da SIGEP

 Prezado colega,

 

estamos revisando as propostas aprovadas cujas descrições, a serem expressas em artigos científicos no padrão da SIGEP, poderão compor capítulos (previstos 30) do Volume III do livro SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL cuja publicação está sendo programada para 2010 com o apoio da CPRM.

Lembramos que os artigos, à medida que forem sendo aprovados, serão publicados na Internet em “pre print”, garantindo a sua publicação nesse próximo volume.

 

Isto posto, solicitamos informar alternativamente:

 

1) se ainda pretendem descrever o sítio e, neste caso, quando poderemos contar com a 1ª minuta para análise;

2) caso estejam desistindo de descrever o sítio, se poderiam indicar geocientista(s) que trabalhou na área e que poderia eventualmente descrevê-lo;

3) se esse sítio, por desastre natural, depredação  e/ou outras causas, perdeu suas características originais, não se justificando mais cadastrá-lo como sítio a ser protegido. Neste caso, favor nos comunicar essa situação com os devidos detalhes que serão transcritos na página da proposta a ser então cancelada.

 

Agradecemos antecipadamente

 Comissão Editorial do Volume III da SIGEP

 Ref. Sítio aprovado


De: ursula ruchkys [mailto:tularuchkys@yahoo.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 1 de outubro de 2009 09:48
Para: mwinge@terra.com.br; noce@dedalus.lcc.ufmg.br; frenger@terra.com.br; mmarciamm@ufmg.br
Assunto: Re: INVENTÁRIO SÍTIOS GEOLÓGICOS DO BRASIL e chamada para os capítulos do Volume III da SIGEP

Caro Manfredo,

Temos a boa intenção de descrever o sítio da Mina da Passagem já aprovado. 

Podemos entregar a 1ª minuta para análise no início do próximo ano.

 

Atenciosamente

 Úrsula


De: M Marcia M Machado [mailto:mmarciamm@uol.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 20 de novembro de 2009 14:08
Para: mwinge@terra.com.br
Cc:
Assunto: Re: ENC: Sítios a serem publicados em 2010 - SITUAÇÃO

 
Prezado Manfredo,
Confirmamos o envio da primeira minuta do sítio Mina de Passagem, Mariana, MG para análise em março de 2009.

Att.
Márcia, Úrsula, Renger e Noce.

Maria Márcia Magela Machado
Departamento de Cartografia/IGC/UFMG


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sábado, 16 de outubro de 2010 12:45
Para: SIGEP
Cc: PROPONENTES CANDIDATOS À descrição dos sítios aprovados
Assunto: DISPONIBILIZAÇÃO DE SÍTIOS APROVADOS - SEM RESPOSTAS DE PROPONENTES
Prioridade: Alta

Prezados colegas da SIGEP,

 anexo lista de propostas aprovadas com as datas que foram previstas pelos proponentes para a SUBMISSÃO DO CAPÍTULO sobre o sítio, sendo que algumas dessas datas já foram reformuladas pelos proponentes e que para alguns sítios nem datas foram apresentadas, configurando uma espécie de “reserva” para o sítio ser descrito quando os proponentes bem desejarem.

Apesar de reiterados apelos (ex.gr. e-mail copiado abaixo), vários proponentes não têm respondido à solicitação de apresentação de uma data (no formulário antigo não se pedia data de submissão) ou de revisão de data já vencida.

A sugestão que cabe, então, é de se passar esses sítios APROVADOS sem resposta de data para a categoria de “DISPONÍVEIS” o que significa que qualquer interessado que tenha estudado o sítio DEVERÁ apresentar formulário com nova proposta de descrição segundo as diretrizes expressas em  www.unb.br/ig/sigep/formulario.htm .

Aguardo as ponderações dos colegas.
Sds
Manfredo
c/c proponentes
Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP

cópia de e-mail:

De: Carlos Schobbenhaus [mailto:schobben@df.cprm.gov.br]
Enviada em: terça-feira, 8 de maio de 2007 15:37
Assunto: Email aos proponentes de Sítios ainda não descritos

Prezado(s) proponente(s)
na lista "sítios aprovados com autores definidos" (http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm), alguns referem-se a propostas feitas em formulário como compromisso de descrição do sítio e outros não, pois os autores foram indicados e aceitaram descrever o sítio antes da implantação do formulário. Mesmo nas propostas  via formulário, exceto as mais recentes, não se tem data de compromisso para a conclusão do artigo.

Tendo em vista os objetivos da SIGEP de realizar rapidamente o cadastro dos sítios geológicos do Brasil que devem ser preservados e, mais imediatamente, publicar o Volume III de Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil, solicitamos ao colega:

1 - informar se esse sítio, por desastre natural, por depredação  e/ou outras causas, perdeu suas características originais, não se justificando mais cadastrá-lo como sítio a ser protegido. Neste caso, favor nos informar dando detalhes dessa situação para ele ser cancelado;
2 - informar se ainda existe o interesse do colega em elaborar o artigo referente ao sítio indicado como sob sua responsabilidade.  
     Observação - confirmado o desinteresse ou não havendo resposta, retiraremos o (s)  seu (s)  nome (s)  como autor previsto para o artigo sobre o sítio que será, então, listado como disponível para outros candidatos a descrevê-lo;
3 - caso exista interesse e não tenha preenchido formulário, favor preencher o formulário confirmando coautores, data provável de entrega, etc.. como compromisso de descrição; ver http://www.unb.br/ig/sigep/formulario.htm;
4 - caso exista interesse e tenha preenchido o formulário antigo (sem data de provável entrega), favor confirmar os dados  (coautores, etc..) e informar a data provável de entrega como compromisso de descrição

 Aguardamos
Cordiais saudações,
Carlos Schobbenhaus
______________________________
Carlos Schobbenhaus
Presidente da SIGEP
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
SGAN 603 Conj. A 1º andar
70830-030 - Brasília - DF
Tel.: (61) 3223.1166/3224.7846
Fax: (61) 3224.1616


De: M Marcia M Machado [mailto:mmarciamm@uol.com.br]
Enviada em: quarta-feira, 27 de outubro de 2010 10:25
Para: Manfredo Winge
Cc: tularuchkys@yahoo.com.br
Assunto: Re: ENC: PRAZO de SUBMISSÃO nos pré-requisitos para a candidatura descrição de sítios para a SIGEP

Prezado Manfredo e demais membros da Sigep,

Como autores confirmados para descrição do sítio aprovado Mina da Passagem - Mariana /MG, assumimos o comprimisso de submeter o capítulo no prazo máximo de seis meses com a seguinte alteração:

Autora principal: Maria Márcia Magela Machado
Co-autora: Úrsula Ruchkys de Azevedo

Sendo o que apresenta,
Atenciosamente,
Maria Márcia M Machado e Úrsula Ruchkys de Azevedo
Centro de Referência em Patrimônio Geológico - MHNJB/UFMG


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 16:09
Para: 'M Marcia M Machado'; 'Friedrich Ewald Renger (frenger@terra.com.br)'; 'Maria Márcia Magela Machado (mmarciamm@ufmg.br)'; 'Úrsula Ruchkys de Azevedo (tularuchkys@yahoo.com.br)'
Cc: SIGEP
Assunto: RES: ENC: PRAZO de SUBMISSÃO do capítulo sobre Mina de Passagem, Mariana, MG
Prioridade: Alta

Prezadas Maria Márcia e Úrsula,
confirmando então que submeterão o capítulo sobre a Mina de Passagem, Mariana, MG no prazo máximo de 27/4/11.

 Sds
Manfredo
c/c SIGEP
Manfredo Winge
Representante da SBG na SIGEP


AVALIAÇÃO FINAL DE PROPOSTA
DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO - PALEOBIOLÓGICO

Nome do Sítio:  Mina de Passagem, Mariana, MG
Proponentes:  
Úrsula Ruchkys de Azevedo, Friedrich Ewald Renger, Maria Márcia Magela Machado, Carlos Maurício Noce

Considerando os pareceres, comentários e réplicas constantes na página da proposta, as instituições membros da SIGEP, assim se pronunciam, através de seus representantes, quanto à proposta em epígrafe

INSTITUIÇÃO REPRESENTANTE(S)

PARECER
  Favorável
  Não favorável 
  Abstenção
Em banco: Não se pronunciou

Academia Brasileira de Ciências – ABC Diógenes de Almeida Campos  
Associação Brasileira de Estudos do Quaternário – ABEQUA Célia Regina de Gouveia Souza

Favorável

Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM Emanuel Teixeira de Queiroz
Gilberto Ruy Derze
Rodrigo Miloni Santucci
Favorável
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis– IBAMA Ricardo José Calembo Marra  
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN Carlos Fernando de Moura Delphin Isolda dos Anjos Honnen  
Petróleo Brasileiro SA - PETROBRÁS Ricardo Latgé Milward de Azevedo
Rogério Loureiro Antunes
Wagner Souza Lima
Favorável
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Carlos Schobbenhaus
Antônio Ivo de Menezes Medina
Mylène Luíza Cunha Berbert-Born

Favorável

Sociedade Brasileira de Espeleologia – SBE Angelo Spoladore
Clayton Ferreira Lino

 

Sociedade Brasileira de Geologia – SBG Manfredo Winge
José Elói Guimarães Campos

Favorável

Sociedade Brasileira de Paleontologia – SBP Antônio Carlos S. Fernandes
Marcello Guimarães Simões
Max Cardoso Langer

Favorável