SIGEP - COMISSÃO BRASILEIRA DE SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEOBIOLÓGICOS
(DNPM-CPRM-SBG-ABC-SBP-IPHAN-IBAMA-SBE-ABEQUA)

PROPOSTA DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO DO BRASIL
PARA REGISTRO NO PATRIMÔNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE
(WORLD HERITAGE COMMITEE - UNESCO)

PROPONENTE 
Nome: Francisco Sekiguchi de Carvalho Buchmann
Endereço:
Museu Oceanográfico Prof. Eliézer de Carvalho Rios - Rua Heitor Perdigão, 10
Caixa Postal 379, Rio Grande – RS, Brasil. CEP: 96200-970

Telefones:
(53) 231 3496 ou 232 9107
Fax:
(53) 232 9633
e-mail:
paleonchico@yahoo.com.br
Data:
25/10/2004
-1) SUGESTÃO DE AUTOR(ES)PARA DESCRIÇÃO DO SÍTIO  :
-1a) AUTOR PRINCIPAL:
Francisco Sekiguchi de Carvalho Buchmann - Museu Oceanográfico Prof. Eliézer de Carvalho Rios – paleonchico@yahoo.com.br
-1b) CO-AUTORES: ------
-2) NOME do SÍTIO :
Parcel do Carpinteiro

(2a)  SUGESTÃO DE TÍTULO DO ARTIGO A SER ESCRITO :
O PARCEL DO CARPINTEIRO
(2b) 
SUGESTÃO DE SUBTÍTULO DO ARTIGO A SER ESCRITO :

UM PALEOLINHA DE PRAIA PLEISTOCÊNICA NA ANTEPRAIA ATUAL DO RIO GRANDE DO SUL

-3)  TIPO DE SÍTIO:

[   ]Astroblema                 
[ X ]Estratigráfico              
[   ]História da Geologia  
[ X ] Marinho-submarino  
[   ]Metamórfico                
[ X ] Paleoambiental           
[   ]Sedimentar                  
[   ]Outro(s) :_____
[   ]Espeleológico  
[   ]Geomorfológico
[   ]Ígneo
[   ]Metalogenético
[   ]Mineralógico
[ X ]Paleontológico
[   ]Tectono-estrutural
Observação: [   ]Inclui vestígios arqueológicos
-4)  LOCALIZAÇÃO
4.1. Município(s)/UF:
 Rio Grande / RS
4.2. Coordenadas geográficas do centro da área :
32o 16´ 13´´S; 051o 47´ 28´´W
4.3. Nome do local:
  Parcel do Carpinteiro
-5)  JUSTIFICATIVAS (para a inclusão como PATRIMÔNIO MUNDIAL):
O Parcel do Carpinteiro um importante registro das variações do nível do mar ocorridas durante o Quaternário na costa do Rio Grande do Sul, pois preserva antigos ambientes praiais que foram afogados por transgressões marinhas.
-6) .BREVE DESCRIÇÃO DO SÍTIO:
O Parcel do Carpinteiro está localizado a cerca de 30 km da costa, em frente à cidade de Rio Grande. É uma elevação cujo topo encontra-se a uma profundidade de 15 metros e sua base a 25 metros. Sua origem está relacionada aos eventos transgressivos-regressivos do nível do mar durante o Quaternário, que afogaram e retrabalharam antigas linhas de praia formando os parcéis pela precipitação e recristalização de material carbonático. Durante tempestades mais intensas, as ondas erodem os parcéis e transportam seus fragmentos até a praia, na forma de arenitos de praia (beach-rocks) e coquinas. Muitos desses fragmentos exibem fósseis de organismos marinhos e também terrestres, de megafauna pleistocênica extinta, originalmente depositados em antigos corpos lagunares costeiros que foram retrabalhados em ambiente marinho devido a transgrssões do nível do mar.
-7) SITUAÇÃO ATUAL DE CONSERVAÇÃO E ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA PROTEÇÃO:
O substrato rochoso do parcel tornou-se hábitat para diversos organismos marinhos incrustantes, como mosluscos e corais, e da fauna acompanhante associada. A área não se encontra sob qualquer tipo de proteção oficial. Devido a dificuldades logísticas e de acesso, o local foi pouco estudado até agora; o conhecimento que se tem do parcel resume-se a mapeamentos por hidroacústica realizadas pela FURG e Marinha, e coletas de amostras através de mergulho autônomo por pesquisadores da FURG.

-8) BIBLIOGRAFIA (indicar em destaque trabalhos dos candidatos a autor e co-autores):

Buchmann, F. S. C.; Seeliger, M.; Zanella, L. R. C.; Madureira, L. S. P.; Tomazelli, L. J.; Calliari, L. J., (2001).Análise batimétrica e sedimentológica no estudo do Parcel do Carpinteiro, uma paleolinha de praia pleistocênica na antepraia atual do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Pesquisas em Geociências. Porto Alegre, RS. 28 (2):109-115.


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: terça-feira, 26 de outubro de 2004 13:49
Assunto: SIGEP - NOVAS PROPOSTAS SUBMETIDAS
Caro colega geocientista,
foram submetidas, via formulário padronizado, mais duas propostas de Sítios Geológicos do Brasil para serem descritos, publicados e encaminhados à UNESCO como candidato a Patrimônio da Humanidade:
BARRANCAS DO ARROIO CHUÍ - RS
PARCEL DO CARPINTEIRO - RS
Dentro da sistemática adotada pela SIGEP as propostas estão sujeitas a críticas e sugestões por parte comunidade geocientífica em geral com comments & replies inseridos, se oportunos, na página da proposta.
Convem lembrar que vários sítios já aprovados aguardam candidatos a autores, visto que os autores sugeridos inicialmente não puderam assumir a descrição dos artigos:
VER SÍTIOS APROVADOS EM REUNIÕES DA SIGEP E DISPONÍVEIS
(AGUARDANDO PROPOSTAS DE AUTORES QUE TENHAM DESENVOLVIDO TESE OU PESQUISAS NO SÍTIO)

Manfredo Winge

De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: domingo, 10 de julho de 2005 15:18
Assunto: RES: SIGEP - NOVAS PROPOSTAS SUBMETIDAS
Caros colegas da SIGEP,
vejo dificuldades em definir o Parcel do Carpinteiro (http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Parcel_do_Carpinteiro.htm ) como um sítio a ser protegido, pois ele está disposto a cerca de 30 km da costa e 15m a 25m de profundidade
Saudações Manfredo
c/c proponente

De: Acsfernandes@aol.com [mailto:Acsfernandes@aol.com]
Enviada em: sexta-feira, 15 de julho de 2005 07:34
Assunto: Re: RES: SIGEP - NOVAS PROPOSTAS SUBMETIDAS
Prezado Manfredo,
concordo com você quanto às dificuldades em definir o sítio Parcel do Carpinteiro, não só porque se encontra submerso como pelo fato de não se poder estabelecer uma forma de conservação. Sua situação me parece semelhante à das barrancas do Arroio Chuí, cuja preservação é dificultada pela erosão. Por ser uma fonte de material fossilífero pleistocênico, entretanto, talvez deva ser incluído somente nos sítios disponibilizados no site da SIGEP, até mesmo para conhecimento de sua importância pela comunidade acadêmica como fonte de material paleontológico. No entanto, não deveria ser incluído no livro. Gostaria de saber a opinião de outros membros da SIGEP.
Encaminharei a proposta para conhecimento da presidência da SBP, para termos também sua opinião.
Abraços,
Antonio Carlos

De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 15 de julho de 2005 10:55
Assunto: RES: RES: SIGEP - NOVAS PROPOSTAS SUBMETIDAS
Prezado Antônio Carlos e demais membros da SIGEP,
alem da dificuldade de acesso (a 30km da costa e 15 a 25 de profundidade), dentro de nossos critérios de seleção de registro dos sítios (ver abaixo), o PARCEL DO CARPINTEIRO não atende, pelo menos, a dois critérios listados [ iii) e v)] e talvez outros, na dependência de mais estudos locais e regionais.
"O processo seletivo seguiu a orientação do Grupo de Trabalho acima referido, de avaliação de sítios segundo uma relatividade mútua dentro de uma tipologia específica (paleobiológico, paleoambiental, petrológico, estratigráfico etc.), tendo como critérios:
i) sua singularidade na representação de sua tipologia ou categoria;
ii) importância na caracterização de processos geológicos-chave regionais ou globais, períodos geológicos e registros expressivos na história evolutiva da Terra;
iii) expressão cênica;
iv) bom estado de conservação, e
v) existência de mecanismos que lhes assegure conservação."
Acresce-se a isto o fato de que se tem poucos dados sobre o parcel conforme os próprios proponentes (ver em http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Parcel_do_Carpinteiro.htm ):
"Devido a dificuldades logísticas e de acesso, o local foi pouco estudado até agora; o conhecimento que se tem do parcel resume-se a mapeamentos por hidroacústica realizadas pela FURG e Marinha, e coletas de amostras através de mergulho autônomo por pesquisadores da FURG."
Assim, creio que cabem mais estudos para avaliação completa do significado do local como sítio geológico, antes de ser proposto o seu cadastro na SIGEP com vistas a se tornar Patrimônio da Humanidade.
Deve ser lembrado que a SIGEP não é um órgão executivo com recursos financeiros, mas sim uma comissão multi-institucional e que é através de suas instituições-membros que podem ocorrer as ações executivas necessárias. Assim, talvez a CPRM e DNPM, que são órgãos executivos do govêrno na área de geologia, em convênio com a FURG e outros órgãos (Marinha?), possam desenvolver mais estudos para qualificar e quantificar a importância real do parcel para, então, com dados definitivos, decidirmos se deve ser registrado como sítio e propormos a sua proteção ou não.
Manfredo
c/c proponentes

De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celia@igeologico.sp.gov.br]
Enviada em: segunda-feira, 18 de julho de 2005 09:48
Assunto: RE: RES: SIGEP - NOVAS PROPOSTAS SUBMETIDAS
Colegas da SIGEP,
Concordo com as avaliações e proposições feitas pelo Mafredo e Antonio Carlos sobre o sítio do Parcel do Carpinteiro.
Abraços,
Celia
Dra. Celia Regina de Gouveia Souza
Pesquisadora Científica VI - Instituto Geológico-SMA

De: angelo_spoladore [mailto:angelo_spoladore@sercomtel.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 2 de novembro de 2006 14:42
Para: Manfredo Winge
Assunto: parecer porpsota PARCEL DO CARPINTEIRO

pela descrição do local que consta na proposta bem como pelos pontos levantados pelos colegas (sítio submerso; como tomar medidas para a preservação; não antende a todos os critérios; etc), somos pela não aprovação da referida proposta.
________________________________
Prof. Angelo Spoladore
Representante da SBE


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sábado, 5 de maio de 2007 15:12
Assunto: Cancelamento de Proposta de O PARCEL DO CARPINTEIRO
 
Prezados colegas da SIGEP,
 
a proposta  de Sítio O PARCEL DO CARPINTEIRO -  
http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Parcel_do_Carpinteiro.htm
tem dois votos "Não Favorável" e dois votos "Favorável com Ressalvas" em função de que o sítio, na realidade, é uma elevação submersa (topo a -15m) a 30 km mar a dentro na costa gaúcha, correspondente à linha de costa pleistocênica segundo o proponente.
 
Considerando que não existe nenhum parecer totalmente favorável e que o sítio é inacessível, exceto para quem o visita com equipamento de mergulho, sugiro que a proposta seja retirada do rol das "em estudo" e vá para o "arquivo morto" das "propostas canceladas" http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/cancelamentos.htm 
 
Caso nenhum colega se manifeste contrariamente a essa sugestão, procederei à modificação indicada.
 
Saudações 
Manfredo Winge
Representante da SBG
SIGEP - Sítios Geológicos e Paleobiológicos do Brasil
 
c/c proponente

De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 7 de maio de 2007 14:45
Assunto: Re: Cancelamento de Proposta de O PARCEL DO CARPINTEIRO

Concordo com a decisão.

Ricardo Latgé Azevedo


De: antonio2673 [mailto:antonio2673@terra.com.br]
Enviada em: domingo, 6 de maio de 2007 11:52
Assunto: Re:Cancelamento de Proposta de O PARCEL DO CARPINTEIRO

Prezado Manfredo,

em função das considerações apresentadas, concordo com a sugestão de retirada da indicação do sítio Parcel do Carpinteiro. Atenciosamente, Antonio Carlos


PLANILHA DE

AVALIAÇÃO FINAL DE PROPOSTA
DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO - PALEOBIOLÓGICO

Nome do Sítio:  PARCEL DO CARPINTEIRO
Proponente: 
Francisco Sekiguchi de Carvalho Buchmann

Considerando os pareceres, comentários e réplicas constantes na página da proposta, as instituições membros da SIGEP, assim se pronunciam, através de seus representantes, quanto à proposta em epígrafe

INSTITUIÇÃO REPRESENTANTE(S) PARECER
Favorável / Não favorável 
Abstenção / Não se pronunciou(aram)
Academia Brasileira de Ciências – ABC Diógenes de Almeida Campos  
Associação Brasileira de Estudos do Quaternário – ABEQUA Célia Regina de Gouveia Souza
 Favorável c/ ressalvas
Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM Emanuel Teixeira de Queiroz

 

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis– IBAMA Ricardo José Calembo Marra  
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN Isolda dos Anjos Honnen
Carlos Fernando de Moura Delphin
Célia Maria Corsino
 
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Carlos Schobbenhaus  
Sociedade Brasileira de Espeleologia – SBE Angelo Spoladore
Clayton Ferreira Lino
Não Favorável
Sociedade Brasileira de Geologia – SBG Manfredo Winge
 Não Favorável
Sociedade Brasileira de Paleontologia – SBP Antônio Carlos S. Fernandes
 Favorável com ressalvas